Ellison Edson chegou ao fundo do poço. Na casa de férias de sua família no Colorado, o comportamento de Ellie finalmente chama a atenção de seus pais, mas não da maneira que ela esperava. Por causa disso, ela é afastada da fortuna da família e obrigada a se virar sozinha. Mas o redemoinho em que Ellie se encontra fica fora de controle, e ela comete um erro grave, que não vai ser capaz de reparar. Assim como Taylor, seu irmão gêmeo, Tyler Maddox é membro da Equipe Alpina de Bombeiros de Elite, combatendo incêndios florestais na linha de frente. Tão arrogante quanto charmoso, o estilo de vida nômade de Tyler torna mais fácil restringir seus relacionamentos a uma única noite. Quando ele conhece Ellie em uma festa durante a baixa temporada de incêndios, a personalidade forte e a atitude indiferente da garota o deixam fascinado. Mas, conforme seus sentimentos começam a se tornar intensos, Tyler se dá conta de que os demônios interiores da mulher que ele ama podem ser o inimigo mais poderoso que qualquer Maddox já enfrentou. Em Bela chama, você vai acompanhar a história quente e chocante de Tyler, o gêmeo Maddox que faltava na sua coleção dos irmãos mais irresistíveis da literatura new adult. E vai entender por que um Maddox é capaz de tirar a mulher amada do fundo do poço e levá-la às alturas.

Bela Chama é o quarto livro da série dos Irmãos Maddox e contará a estória de amor entre Tyler (um dos gêmeos) e Ellie. Finalmente conhecemos oficialmente os cinco rapazes Maddox. Confesso que, em partes, gostei mais deste livro que o anterior onde há a estória de Taylor. Mas não foi tão intenso e tocante como a estória da Falyn com o outro gêmeo.
Posso dizer que sou fascinada com a criatividade de Jamie, ela consegue ser melhor a cada livro e mostrar de uma forma fantástica o grande coração que possui cada um dos irmãos Maddox. Apesar da embalagem de valentões e mau caráter, por dentro eles já aguentaram muita coisa e são gentis.
Ellie é uma garota linda, milionária, mimada, viciada e alcoólatra que tenta chamar atenção dos pais a todo custo fazendo várias festas e se metendo em confusão, mas apesar dos seus esforços, a atenção que os pais dão a ela nunca é o que a morena de olhos azuis espera e necessita. Frustração total. Desde a adolescência Ellie é assim, mas ela só nota que precisa de ajuda para sair dessa lama quando já está mais no fundo que o próprio fundo do poço.

Em uma de suas festas espalhafatosas Ellie conhece Tyler e tem um caso de uma noite com o bonitão. Mas os Maddox adoram um desafio e quando se apaixonam é para sempre. Assim, claro que o Tyler não ia deixar Ellie ser apenas um caso de uma noite, a garota o surpreendeu muito.
Contudo, essa vida rebelde de Ellie chega ao fim quando seus pais decidem tirar tudo da garota depois dos acontecimentos de sua última festa. Sem dinheiro, sem casa, sem carro, sem empregados e sem qualquer privilégio, Ellie fica sem rumo e precisa procurar um emprego para se manter e para custear todos os gastos de seu último capricho. Assim, por sorte, Ellie consegue um emprego como secretária do chefe da revista local e para seu “azar” o escritório de onde trabalha fica em frente à sede dos Bombeiros de Elite onde Tyler trabalha. Logo Ellie é promovida e se torna a fotógrafa da revista. Seu primeiro trabalho? Fazer uma matéria sobre os bombeiros de elite e acompanhá-los por toda parte, até durante o combate aos incêndios. É nesse convívio com os membros da equipe de bombeiros que Ellie volta a se sentir viva e feliz, a garota achou um rumo e tenta ao máximo ficar sóbria. Ela tenta sair do fundo do poço, mas é só aparecer alguma situação difícil que Ellie sente que a bebida descendo em sua garganta irá fazer tudo melhorar. Recaídas.
Tyler se empenha em cuidar de Ellie enquanto ela está junto aos bombeiros, mas não consegue evitar se apaixonar pela garota que insiste em afirmar que são só amigos. Ellie acha que ela está tão ruim na fita que ter uma relação com Tyler só faria mal a ele. Sendo que, se ela desse uma abertura maior ao Maddox e permitisse mais sua ajuda, Ellie sairia mais rápido dessa situação. Mas o garota é teimosa e Tyler também.

Em Bela Chama não temos o modelo “tradicional” visto em New Adults, ao menos em partes. O casal fica junto, acontece algo terrível, eles se separam, mas no final ficam juntos. Não é assim neste livro. Tyler e Ellie não possuem uma relação séria, eles são amigos coloridos, apesar de ele se apaixonar logo por ela e querer algo mais. Não há reviravoltas ou momentos intensos como foi no livro anterior, mas há suas surpresas e momentos de tirar o fôlego. A estória é ótima! Gostei muito de ver como Jamie mostrou o crescimento de Ellie e a força de vontade para tentar mudar e ser uma pessoa melhor, uma Nova Ellie.
O livro possui vários pontos positivos, mas para mim, o melhor foi o convívio de Ellie com os bombeiros de elite *-* Fiquei encantada, pois conhecemos com detalhes o que os bombeiros de elite fazem ❤ Finalmente a Jamie deu minusiosidades desse trabalho tão arriscado, mas lindo. Fiquei frustrada quando a autora não deu tanta atenção ao trabalho feito no FBI no livro de Thomas, então amei os bombeiros nesta trama *-*
Outro ponto positivo foi o amadurecimento de Ellie. Ela era uma garota mimada e que não sabia fazer absolutamente nada, uma fria destruidora de corações. Culpa maior da educação dada por seus pais. Achei Ellie muito “massa” (fera/legal/fodona) apesar de tudo haha Foi brusca a forma como ela teve que aprender as lições e mudar para melhor. Ela estava no fundo do poço, começou a se reerguer, caiu várias vezes, mas percebeu que não queria ser esse tipo de pessoa e foi em busca de ajuda. Se permitiu aceitar as mudanças para aprender a se amar, amar Tyler e ser uma boa pessoa pra ele. Ellie sofreu bastante, passou por muita coisa e apesar de ficarmos com raiva dela por algumas decisões tomadas, é compreensível. Imagine quanto é difícil para uma alcoólatra parar de beber e não sentir essa necessidade. Ellie precisava aprender a se amar, perdoar e deixar pessoas entrarem em sua vida.

Tyler é incrível *-* Difícil não se apaixonar por ele, assim como os Maddox anteriores. Ele é tão quebrado quanto a Ellie, mas é maravilhoso ver a proteção, cuidado, carinho e trocadilhos dele quanto a ela. Ele é divertido e é muito engraçado ver quando as pessoas confundem ele com Taylor, dá sempre uma confusão enorme.
O casal protagonista possui muito em comum, tudo em Tyler e Ellie até as diferenças, os fazem uma ótima dupla. Gostei demais da forma como eles eram entrosados um com o outro. Aquela frase: “Você é tão ferrada quanto eu.” Haha
A única coisa que achei um pouco repetitiva foi que, apesar de tratarem de temas diferentes, dificuldades diferentes, ficou muito igual o fato de: os gêmeos já são idênticos de natureza, então os dois também são bombeiros e os dois amam garotas que são de famílias ricas, mas estão falidas. Apesar da criatividade de Jamie, achei essas coisas repetitivas. Sim, eles são gêmeos, melhores amigos, então tendem a desejar fazer tudo juntos, mas eu como fã desejei ainda mais fatores diferenciados.

Rever os outros Maddox e suas namoradas é sempre incrível. Bate aquela saudade, a nostalgia… Ainda mais vendo um personagem pelos olhos de outra pessoa e assim notamos mais das personalidades. Agora que já conheci os 5 Maddox, posso dizer que a ordem de amor para mim é: TravisTrentonTylerTaylor e Thomas ❤ É difícil escolher, mas meu coração sente isso haha
Bela Chama com certeza começou com uma pequena faísca e se tornou um incêndio enorme, no bom sentido haha O amor entre Ellie e Taylor nos incendeia e posso dizer que vale muito a pena se deliciar com essa estória e se embriagar com os momentos divertidos.





Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.  
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois de o surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.
NÃO ABRA OS OLHOS 
Uma palavra: incrível. Não consigo descrever em palavras o quanto Caixa de Pássaros me surpreendeu. A leitura é extremamente envolvente e interessante, prende o leitor até o fim e nos deixa sem fôlego. Nunca havia lido algo tão aterrorizante e angustiante. Com certeza superou minhas expectativas, que já estavam altas graças a capa e a sinopse, e entrou para os meus livros queridinhos ❤

A trama de Caixa de Pássaros gira em torno de Malorie, uma jovem que enquanto estava grávida vê o seu mundo, nosso mundo, virar de cabeça para baixo. A estória é contada no presente (o bebê já com quatro anos), mas também nos conta do passado (Malorie grávida), assim temos a noção de como tudo aconteceu para o mundo estar como está atualmente. Achei uma ótima sacada do autor.
"É um blecaute, pensa Malorie. O mundo, o exterior, está sendo desligado. Ninguém tem respostas. Ninguém sabe o que está acontecendo. As pessoas estão vendo alguma coisa que as leva a machucar os outros. A machucar a si mesmas. As pessoas estão morrendo. Mas por quê?"
Uma epidemia global têm enlouquecido os seres humanos, literalmente. O caos se inicia na Rússia e aos poucos infesta todo o mundo de forma cruel. Alguns não acreditaram no início, mas outros logo se trancam em suas casas e colocam mantas grossas em suas janelas. Acontece que ao ver algo, uma criatura, talvez, o ser humano fica tão apavorado que, além de enlouquecer, acaba se suicidando. Automutilação, atos violentos contra si e contra outros (se estes estiverem acompanhados), enforcamento, canibalismo… Não importa como, enxergar tal criatura misteriosa leva as pessoas a se matarem imediatamente. Desesperadamente, a população passa a estocar alimentos, tampar todas as janelas e portas de casa e passam a usar vendas nos olhos. Entretanto, em algum momento a comida irá acabar e como eles irão sobreviver? Sem falar da curiosidade, o que está acontecendo? Quem está lá fora? Não poder ver o mundo exterior a suas casas é aterrorizante, solitário, perturbador, as pessoas estão morrendo.

Acompanhamos o mundo desmoronar junto a Malorie que luta com coragem por sua vida e a de seu bebê. Há quatro anos, após uma tragédia com quem ama, a jovem teve que sair em busca de outro lugar para morar (dirigindo de olhos fechados ahh). Ali encontra abrigo junto a um grupo de pessoas. Entre estas pessoas está Tom, um ex-professor que se tornou uma espécie de líder e de alicerce para os outros sobreviventes da casa.
“Criaturas. Malorie nunca gostou desta palavra. De alguma forma parece errada. Acha que as coisas que a assombram há mais de quatro anos não são criaturas. Uma lesma de jardim é uma criatura. Um porco-espinho também. Mas o que se esgueira por trás das janelas cobertas e a manteve vendada não é do tipo que um exterminador de pestes poderia matar.”
No decorrer da leitura, as peças do quebra-cabeça vão se encaixando, fazendo com que a união de passado e presente torne a narrativa ainda mais instigante. Outro aspecto positivo são os momentos de aflição que passamos ao lado de Malorie. Ter um filho, não saber o que há lá fora, perder as pessoas que ama, o suspense de onde estarão seus amigos, ver de olhos fechados o mundo desmoronar e ainda manter-se sã. Isso é para poucos, é complicado. O autor ganha pontos por criar uma heroína como essa. Sem dúvida virei fã da personagem e da sua enorme força.
Em uma mistura de suspense psicológico e drama o autor nos mostrou todas as dificuldades dos personagens, e como a ruína do mundo exterior os estava afetando. A tensão no livro não se deve apenas ao medo do que está lá fora, mas o medo da fome, da insanidade se infiltrando aos poucos na mente de cada um deles. É difícil manter a mente sã quando tudo o que se pode fazer é ficar preso dentro de uma casa com cobertores cobrindo as janelas. Com medo de olhar por qualquer fresta e perder a vida. A cegueira psicológica é terrível, é uma angustia enorme.

O desenvolvimento da estória é sensacional, assim como o crescimento dos personagens. A narrativa do autor me prendeu de uma forma tão intensa, que eu me senti presa àquela caixa de pássaros, desejando sair. Senti-me vendada, cega, angustiada por não poder ver, por não entender.
O charme da obra é que a trama é dolorosamente intensa. Cada emoção narrada – medo, confusão, desamparo, angústia – é descrita para que o leitor sinta na própria pele as experiências da protagonista. E sentimos tudo! Enquanto eu lia, fazia questão de fazê-lo à noite, mergulhei de cabeça da estória. É tenso e aterrorizante, mas era tão bom sentir toda essa enxurrada de sentimentos. Ok, pareceu um pouco masoquista, mas o que eu quis dizer, é que o autor consegue nos prender e fazer a magia que é ler um livro acontecer.
Não há um terror visual como normalmente têm nos livros de terror, este não se encaixa no gênero. É um suspense, um terror psicológico. Acho que esse é o pior tipo de terror, não poder ver, não enxergar que mal é esse, como iria enfrentá-lo. Em alguns momentos fiquei arrepiada. São poucas cenas mais explícitas de terror, mas foram colocadas na medida certa. E são incríveis! Mostram toda a insanidade e loucura deste novo mundo. O autor também mostra que muitas vezes a ameaça pode ser o próprio ser humano e sua mente. É muito interessante ver o que o ser humano teve de se tornar para sobreviver. Sim, ainda há desavenças na convivência, mas eles souberam driblar as dificuldades e se uniram para sobreviver.
"O homem é a criatura que ele teme,"

O final me destroçou. Chorei horrores! O autor soube conduzir e juntar as peças com maestria. Foi “bonito” de se ver como o passado e o presente se juntaram no decorrer da trama. Porém, algumas poucas pontas ficaram soltas. Isso fez muitos leitores odiarem o livro e outros amarem. Me encaixo na segunda opção. Sou destas leitoras que odeiam chegar ao final de um livro sem ter minhas dúvidas esclarecidas. Mas Caixa de Pássaros não é o tipo de livro para ter explicações. Eu achei perfeito assim. Primeiro, temos que ter em mente que os personagens, principalmente Malorie que conduz a estória, não sabe o que está acontecendo. A história é voltada para os personagens, para o que eles passam, para como vivem e sobrevivem, e como convivem com o terror diário. Não havia ali, a meu ver, uma maneira de uma explicação surgir do nada e esclarecer tudo. Afinal, como explicar algo que não se pode ver? Como explicar algo que só se pode ouvir, sentir? Enfim, a forma como a estória é contada pede isso. É real e sensacional. Amei isso!
Caixa de Pássaros superou todas as minhas expectativas. É uma estória interessante, surpreendente, instigante e de certa forma, real. Josh Malerman construiu e ligou os fios da trama de forma fantástica. Tornei-me fã e lerei tudo que ele escrever haha O livro é intenso e fiquei muito feliz em sentir e absorver tudo que eles (autor e obra) quiseram transmitir.



Olá, queridos leitores!
Finalmente hoje terá dica \o/ Uhu! Vocês gostam bastante dessa coluna e pedem que ela apareça mais vezes. Pois bem, a voz do povo deve ser ouvida, cá estamos nós 😀 Hoje darei dicas de formas diferentes que nós podemos organizar nossos livrinhos ❤
Os apaixonados por livros entendem bem como é a sensação de ver todos os livros juntinhos e organizados, sagas completadas, aquela baguncinha de um em cima do outro na mesa de cabeceira e como é agradável ver os livros em vários cantos da casa. Mas, claro, depende de cada leitor, muitos gostam dos livros em lugares mais acessíveis por toda a casa, já outros gostam de tê-los na estante ou organizados em um cantinho especial.
Dessa forma, sendo você mais organizado ou não, há diversas formas de arrumar os cantinhos para os livros de um jeito a deixá-los protegidos e com fácil acesso que agradem a todos os leitores ávidos.
Separei algumas formas de arrumar os livros, mas há várias outras. Cabe a cada um fazer da maneira que gosta. Vale até misturar as dicas 😉 haha Vamos lá?
(as fotos foram retiradas do Google, pois me mudei e não estou com todos os meus livros) 

POR TAMANHO

Do maior para o menor ou do menor pro maior, os livros ficam bem arrumados desse jeito e é bem fácil de tirá-los e colocá-los.



Falyn Fairchild abandonou seu carro, seus estudos e até seus pais. Filha do próximo governador do Colorado, ela está de volta à sua cidade natal, falida e trabalhando como garçonete em um café. Ao fim de cada turno, ela guarda o que recebeu, esperando um dia ter o suficiente para comprar uma passagem para o único lugar onde pode encontrar redenção: Eakins, Illinois. 
No instante em que Taylor Maddox entra no café, Falyn sabe que ele trará problemas. Taylor é charmoso, não cumpre promessas e é lindo mesmo coberto de fuligem, fazendo dele tudo o que Falyn acredita que um bombeiro de sucesso deve ser. Mas ela não está interessada em se tornar mais uma em sua lista — e, para um dos Maddox, uma garota desinteressada é o desafio mais atraente de todos. 
Belo Sacrifício é o terceiro volume da série sobre os irmãos mais barulhentos e irresistíveis da literatura new adult. O foco agora é Taylor, um dos gêmeos, que se envolve com uma garota cheia de segredos — e, pela primeira vez, pode ser ele quem sairá machucado dessa história.



Belo Sacrifício foi uma bela surpresa. Estava bastante animada e curiosa para conhecer os gêmeos Maddox e eles (como todos nessa família abençoada) não me decepcionaram <3

Posso dizer que sou fascinada com a criatividade de Jamie, ela consegue ser melhor a cada livro e mostrar de uma forma fantástica o grande coração que possui cada um dos irmãos Maddox. Apesar da embalagem de valentões e mau caráter, por dentro eles já aguentaram muita coisa e são gentis.
Neste terceiro livro da série, conheceremos a estória de amor entre Taylor e Falyn. Já adianto que a estória é recheada de reviravoltas e surpresas! BAM, bombas jogadas na nossa cara pela Jamie haha ADORO
Taylor Maddox é um bombeiro de elite especializado em incêndios florestais e devido ao trabalho o garanhão não consegue manter raízes fortes em um só lugar. Mas isso muda quando em um momento ele é enviado para uma missão em Colorado Springs e passa a frequentar o café no qual Falyn trabalha como garçonete. A atração entre os dois é imediata, mas este é o único elo do futuro casal no início. Falyn não é uma garota nada fácil (em todos os sentidos da palavra) e há tempos Taylor não recebe um NÃO, então a garota será um desafio muito interessante para o bombeiro Maddox.
Falyn Fairchild é de uma família rica e poderosa, mas seus pais eram extremamente frios perante algumas questões e controladores. Assim, Falyn decide trancar a faculdade, sair de casa e buscar uma vida diferente, mais digna, que a faça uma pessoa melhor e dona de si. A jovem conseguiu um apartamento válido e foi acolhida em um emprego que a faz se sentir parte de uma família de verdade, sem contar das moedinhas que guarda com tamanha vontade em um pote no final do dia.
A vida de Falyn é rodeada de segredos e isso intriga Taylor. A garçonete possui um objetivo maior e tudo é pensando em redenção, reencontro e superação. Isso é algo que ela só conseguirá quando juntar dinheiro suficiente para viajar para a cidadezinha de Eakins em Illinois, cidade natal de Taylor. E é aí que o bombeiro entra na história de Falyn para valer.
Vendo no interesse de Taylor uma oportunidade de conseguir o que sempre sonhou, Falyn o deixa se aproximar com a intensão de arranjar uma carona. É muita coincidência e sua grande chance! Porém, o que começou com a intenção de “usar” o garoto Maddox, logo se transforma em algo mais. Falyn encontra em Taylor um ombro amigo, um coração bom e uma chance de ter um futuro diferente. E é a partir daí, do grande segredo de Falyn, que ela e Taylor vão embarcar em um relacionamento complicado, mas libertador.

Alguém me diz o que a família Maddox tem? A cada livro sobre os irmãos fico ainda mais impressionada com a determinação, a proteção, o respeito pela família, o charme e a sensualidade desses personagens. É impossível não se apaixonar perdidamente pelos homens criados pela Jamie. Fora que as estórias dos irmãos Maddox mexem com o emocional dos leitores, fazendo-nos abandonar nosso lado racional para vivenciar todas as emoções descritas nessas histórias, nos faz mergulhar de cabeça e sentir tudo. Nós nos colocamos no lugar dos personagens e os amamos apesar de todos os defeitos, pois isso os torna reais. Com romances permeados de paixão, emoção, mistério, reviravoltas e superação, a autora deu vida a um grupo de irmãos que, a cada livro, rouba um pedacinho dos nossos corações.
A obra possui vários pontos positivos, entretanto o que realmente me surpreendeu foi o grande segredo de Falyn. O mistério deixou meu queixo caído e o tema abordado é dolorosamente real e cruel. Senti na pele as dores de Falyn e as razões por às vezes ela ficar tão triste se encaixaram. Senti um aperto no coração pela dor vivenciada pela garota. Foi realmente emocionante descobrir mais sobre a Falyn e ao mesmo tempo vê-la sendo, dia após dia, curada de seus medos e traumas. Amo quando os personagens amadurecem durante a leitura, por isso amei a jornada da Falyn. Além disso, amei como Taylor faz parte desse processo de cura e crescimento. Graças a ele e junto a ele é que Falyn enfrenta seu passado e se deixa curar, portanto é impossível não vibrar com o fato do amor entre o casal ser forte o suficiente para quebrar as barreiras ao redor de seus corações. Além do segredo de Falyn, outros problemas abalam o relacionamento do casal, mas no fim tudo dá certo. Amo histórias de amor assim, repletas de dor, superação e finais felizes.
Também gostei bastante de como os livros protagonizados pelos irmãos Maddox estão conectados. Percebi que todos eles se interligam de uma maneira impensável e surpreendente. São fantásticas as ligações feitas pela autora. Jamie consegue nos deixar de queixo caído. Fora que, graças a essas conexões, sempre reencontramos nossos casais preferidos e matamos a saudade dos outros irmãos dessa família tão incrível.
Em suma, Belo Sacrifício possui uma leitura fluida e envolvente. Apeguei-me ao Taylor e Falyn e torci por eles a todo custo, apesar dos fortes acontecimentos. Eles formam um casal que rompe qualquer barreira, sem falar do perdão que foi um tema explorado também. Cheio de lições, cenas lindas e divertidas e do amor indestrutível, o livro cumpre tudo o que prometeu.




Olá, queridos leitores!
Hoje trouxe para vocês uma novidade literária de uma autora brasileira! A querida Alana Gabriela, parceira do blog, irá lançar seu novo livro chamado Coroa de Ferro & Trono de Espinhos no dia 24 de Abril :D A estória parece fantástica e a capa possui um charme que de cara chama atenção. Confiram abaixo a capa, sinopse e alguns quotes ;-)

Em Coroa de Ferro e Trono de Espinhos, a A Bela e a Fera, Édipo Rei e Aquiles se encontram num universo repleto de ação, segredos, mistérios e romance.
Na corte de Portlaiose o vento sibila impiedoso, as sombras dançam nas paredes do castelo e a hierarquia invisível sobrevive como cinzas na neve…
O rei Marteen de Portlaise está morto e seu filho mais velho e o herdeiro direto, Joachim, subiu ao trono. Com o alvoroço das guerras nas fronteiras o pulso firme do jovem rei é o que tem sustentado o reino em suas constantes batalhas para proteger o território de invasores. Em meio ao caos e a busca para encontrar aliados, o irmão mais novo do rei, Gillean, acaba sendo morto. Uma caçada para encontrar o culpado se inicia. Tudo que Joachim pode fazer é ir atrás daquela que matou seu irmão para aplacar o mais temível de seus sentimentos e salvar o império da destruição.
Ele precisa encontrar Ceridwen Hill, a dama da legião!


Primeiramente gostaria de deixar claro que esta postagem não se trata de uma crítica rebuscada, cheia de detalhes minuciosos e com análises como os críticos de cinema fazem. Acho tais opiniões bastante chatas e cansativas de se submeter à leitura às vezes. Das poucas que li, menos ainda me agradaram. Por isso não leio críticas, é algo bem raro.
Não sou uma expert de cinema, não sei opinar como muitos fazem por aí (eu acho haha), mas eu gostaria de “bater um papo”, “ter um dedo de conversa”, “prozar” um pouco com vocês sobre algo que gostei bastante e saber o que vocês acharam a respeito.
Esta coluna “filmes” será mais uma conversa de amigos entre mim e vocês, nada forçado ou formal, somente o que achei e o que vocês acharam ;-) Espero que curtam!

Olá, queridos leitores!
E não é que a Garota Vermelha sumiu de novo? >.< Gostaria de pedir desculpa a todos vocês pelo meu sumiço e esclarecer que não foi algo proposital.
Ano passado no período de Outubro a Dezembro fiquei off por causa do ENEM que era minha prioridade naquele momento. E não é que funcionou? Consegui realizar meu sonho de cursar Direito na UDF aqui em Brasília com bolsa do ProUni com minha nota do ENEM de 2016 ;-)
Após a prova e alguns dias de férias, voltei a postar no blog em Janeiro, mas por falta de inspiração parei de postar novamente. Havia desanimado. Por ter conseguindo bolsa na faculdade, minha vida virou uma correria atrás de documentos. Além disso, minha mudança de cidade foi corrida também, já que eu morava na Bahia.
Enfim, tudo isso contribuiu para eu ter parado de postar. Sem contar que a faculdade ficou puxada também. Porém, a vontade de escrever e interagir com vocês voltou forte haha Então, apesar da minha falta de tempo, irei TENTAR postar ao menos duas vezes por semana e irei interagir mais no Instagram e Facebook :D
Espero que continuem me acompanhando apesar de tudo! Perdoem meus sumiços e não desistam de mim >.< 

Agora chega de desculpas e explicações e vamos ao que interessa ;-) Alguns autores renovaram a parceria com meu filhote (o blog) e há muitas novidades desses queridos *-* Vamos conhecê-las?

Título Original: We Were Liars
Autora: E. Lockhart
Editora: Seguinte
Páginas: 272
Ano: 2014
Adicione: Skoob


Sinopse:
Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano o patriarca, suas três filhas e seus respectivos filhos passam as férias de verão em sua ilha particular. Cadence – neta primogênita e principal herdeira -, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos.
Durante o verão de seus quinze anos, as férias idílicas de Cadence são interrompidas quando a garota sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu.

Mentirosos foi uma grande surpresa para mim. Em seu lançamento nos Estados Unidos foi muito bem aclamado pelos leitores e aqui no Brasil não foi diferente. No início não vi nada de interessante no livro e somente no ano passado o interesse brotou em mim. É aquele tipo de estória que você precisa ler para tomar suas próprias conclusões. E não importa se você vai amar ou odiar o final do livro, você não vai sair ileso, de qualquer forma.
Os Sinclair são uma família tradicional americana. São ricos, bonitos, loiros, atléticos e bons em tudo que fazem. Se esbarrar com um deles na rua, com certeza você saberá que é um Sinclair, pela maneira como se portam e pelo status que mantêm.
Todos os verões eles passam um tempo juntos em uma ilha particular próxima à costa de Massachusetts. É nesta ilha que Cadence e seus primos Johnny e Mirren, juntamente com Gat, amigo de Johnny vivem aventuras e juntos formam o grupo “Mentirosos”. Além deles, os primos menores e as tias também se juntam aos avós Harris e Tipper para um verão típico dos Sinclair.

As irmãs CarrieBess e Penny fazem de tudo para agradar ao pai, Harris, pois tudo que mais desejam é a gorda fortuna dele. Assim, os filhos mais velhos são manipulados para que um seja melhor que o outro aos olhos do avô. Tudo não passa de um jogo de manipulação e busca por mais dinheiro. Afinal, a família está falindo. Para os Sinclair, nada ultrapassa a sede de poder, o ego, o dinheiro e o amor pelas aparências que eles nutrem. Porém CadenceMirren e Johnny são alheios a tudo isso e eles só querem se divertir e curtir o verão juntos.


Olá, queridos leitores!
Ano passado não foi um ano muito produtivo para mim no quesito leituras, li somente 20 livros, porém com estórias fantásticas ❤ Assim, mesmo com a faculdade, tentarei ler 100 livros este ano haha Louca? Talvez! Completamente haha Mas é um desafio que estou propondo a mim 😉 Espero conseguir!
Muitos de vocês já devem saber que AMO metas ❤ Para alguns pode ser forçado ou por obrigação, mas para mim funciona muito bem! É como se fosse um desafio e assim acabo devorando ainda mais livros que o planejado 😀 Se eu não conseguir ler 100, ao menos 60 ficarei feliz u.u
Para este ano, separei 18 livros físicos da minha estante, 15 clássicos e 23 e-books para o Kindle. Gostaria também de voltar a ler em inglês, ao menos os dois que tenho na estante. Pelas divisões e dias de leitura que separei, dará para ler mais do que esses 56 e mais esses dois em inglês. Alguns dos clássicos separados serão releituras e os 23 e-books são os livros que mais quero ler da minha wishlist, livros que há anos desejo ler. Vamos lá?


Hello, folks!
Para nós, leitores apaixonados, não há nada melhor que devorar ótimos livros. Só o ato de cheirar as folhas já nos faz viajar *-*
Um dos maiores prazeres para mim, além da leitura me surpreender, é conseguir ler muitos, muitos, muitos livros durante o ano. É tão legal não empacar na leitura. É tão bom mergulhar em estórias diferentes em um espaço pequeno de tempo…

Porém, infelizmente, o ano de 2016 foi fraco em leituras para a Garota Vermelha aqui :-/ Li somente 20 livros ano passado e isso quebrou meu coração. Sei que alguns vão falar: “Mas vinte é muito, Nath!” Para mim é pouco, pessoal. Afinal, nos anos passados eu chegava a ler 60, 80 livros! E outra, o espaço que ocorreu entre uma leitura e outra foi longo :-/ Mas não estou triste. Afinal, mesmo estudando muito, consegui achar um tempinho para as leituras. Excelentes leituras, ainda bem *-*
Assim, dos 20 livros que li, listarei os 10 que mais me surpreenderam e que ganharam meu coração ❤
Obs.: Todos os livros foram incríveis e só porque aqui está listado de 1 ao 10 não significa que algum é melhor ou pior. Amo todos <3


Olá, queridos leitores!
Finalmente, depois de três meses fora, a Garota Vermelha voltou \o/
Sentiram minha falta?
Bom, antes de tudo, FELIZ 2017 😀 Este ano começou excelente para mim e espero que para vocês também! Será um ano maravilhoso e cheio de realizações! Estou com muitos sonhos e expectativas. Tomara que eu consiga ao menos realizar alguns haha Desejo que este ano seja maravilhoso e cheio de conquistas para todos vocês que me acompanham! Com muitas alegrias, mudanças, objetivos alcançados, muita saúde, paz, amor e muitas leituras! Obrigada por terem feito meu ano de 2016 um ano mágico e cheio de coisas boas! Obrigada pelo carinho e por não me abandonarem! Vocês são incríveis e espero que estejam comigo este ano para comemorarmos mais realizações maravilhosas :D E por último, mas não menos importante, um agradecimento especial a todos os autores que confiaram em mim e por serem pessoas fantásticas que me enchem de orgulho! Muito obrigada autores parceiros ❤
Sim, sei que estou atrasada desejando um feliz ano novo, mas não consegui tempo para voltar a vida de blogueira haha Planejava voltar dia 02/01, mas (in)felizmente só agora deu certo :D #OQueValeÉAIntenção
Eu estava morrendo de saudades de vocês <3 Senti muita falta de escrever, publicar, visitar blogs, falar sobre livros, ler novidades e claro, saudades do meu filhote: meu bloguinho *-*

Para quem ainda não sabia o motivo do meu afastamento, irei explicar. Bom, durante todo o ano de 2016 foquei totalmente no ENEM e nos meus estudos. Por causa disso, minhas leituras e postagens ficaram escarças. Eu não tinha tempo para mais nada além de estudar. Não porque eu queria, mas era uma obrigação estudar, pois tenho o objetivo de entrar em uma faculdade neste ano de 2017 então não podia desfocar desse sonho ;-) Claro, vivi minha vida, ocorreram muitos momentos bons, não deixei de me divertir, mas a inspiração faltou na hora de escrever. Então tirei umas “férias” do blog para poder estudar e, depois do ENEM, descansar mais e curtir meus hobbies que ficaram um pouco de lado.
Após o ENEM aconteceram muitas coisas boas em minha vida e resolvi relaxar um pouco. Ultimamente tenho saído muito com meus amigos, lido bastante e assistido séries <3 Mereço, né, gente? Haha
Neste ano, também, irei me mudar! Vou sair da minha cidade natal no interior da Bahia, que amo, e irei me aventurar em uma cidade grande aahh Ainda não sei qual cidade será, mas espero que dê tudo certo e que eu consiga postar aqui no blog haha Além disso, se os planos seguirem conforme o planejado, pretendo ir também para o YouTube ;-) Gostaram das novidades?

Agora finalmente voltei com tudo, meus amores :D Vocês encontrarão muitas postagens bacanas e espero que continuem me acompanhando! Contem-me as novidades!
As postagens serão liberadas toda SEGUNDA, QUARTA e SEXTA :D
Amo vocês ❤ Beijos!