Título Original: The Edge of Never
Autora: J.A. Redmerski
Páginas: 359
Ano: 2013
Editora: Suma de Letras
Gênero: New Adult
AdicioneSkoob
Sinopse:
Camryn Bennett é uma jovem de 20 anos que desistiu do amor desde que Ian, seu namorado, morreu num acidente de carro há um ano. Sua melhor amiga, Natalie, é a única capaz de animá-la. Mas a relação entre as duas fica abalada quando o namorado de Nat revela à Camryn que está apaixonado por ela.
Perdida, sem saber o que fazer, Camryn vai para rodoviária e pega o primeiro ônibus interestadual, sem se importar com o destino. Com uma carteira, um celular e uma pequena bolsa com alguns itens indispensáveis, Camryn embarca para Idaho.
Mas o que ela não esperava era conhecer Andrew Parrish, um jovem sedutor e misterioso, a caminho para visitar o pai, que está morrendo de câncer. Andrew se aproxima da companheira de viagem, primeiro para protegê-la, mas logo uma conexão irresistível se forma entre os dois.
Camryn tenta lutar contra o sentimento, já que jurou nunca mais se apaixonar desde a morte de Ian. Andrew também tenta resistir, motivado pelos próprios segredos.
Narrado em capítulos que alternam as vozes de Andrew e Camryn, Entre O Agora e O Nunca é uma história de amor e sexo, na qual os personagens testam seus limites, exploram seus desejos e buscam o caminho que os levará à felicidade.



Série Entre o Agora e o Nunca 


1. Entre o Agora e o Nunca
2. Entre o Agora e o Sempre (leia a resenha)



Entre o Agora e o Nunca é um New Adult, primeiro livro de uma duologia escrita pela maravilhosa J. A. Redmerski, onde conta a história de Camryn Bennett, uma jovem de 20 anos que está infeliz com sua vida e deseja mais que tudo ser uma mochileira e viajar ao redor do mundo.
Este livro foi a primeira experiência que tive com a escrita da Redmerski e ela me surpreendeu. Comprei o box com os dois livros em junho desse ano, mas meu desejo de lê-lo me rondava há meses. Estava extremamente curiosa e com altas expectativas. E adivinha? Elas foram superadas \o/ Assim que surgiu a oportunidade de lê-lo, não o dispensei (vida de estudante não é fácil).
Camryn Bennett é a jovem protagonista dona de lindos olhos azuis e longos cabelos loiros que está passando por um período muito infeliz em sua vida. Seus pais se divorciaram, o irmão está preso, seu namorado morreu e a melhor amiga, Natalie, não acredita nela depois do incidente com o namorado de Nat. Já deu para notar que a vida de Cam vai de mal a pior.
Porém, tudo começa a mudar quando o desejo de se livrar disso tudo fica incontrolável. Assim, Camryn vai até a rodoviária e compra uma passagem para Idaho. A escolha do destino foi por acaso, pois a loira não fazia ideia para onde ir. Imagine quanta coragem dela ao sair nessa aventura numa viagem que de ônibus demora dias e mais dias. Em uma das paradas, Cam conhece Andrew Parrish. Um homem lindo e misterioso que está indo visitar o pai que possui câncer.

No decorrer da viagem eles se aproximam e se tornam amigos, de certa forma. E apesar de serem diferentes em alguns aspectos, Cam e Andrew possuem o mesmo desejo de liberdade e de viajar ao redor do mundo. As personalidades se encaixam em muitas outras coisas também.
Assim, após um incidente em que Andrew salva a vida de Camryn, o casal se torna ainda mais próximo e o galã convida a moça para sair em uma aventura. Onde, de carro, iriam viajar por diversas cidades dos EUA sem fazer planos concretos. Como isso era tudo que Camryn queria, ela aceita.
No decorrer da viagem, conhecemos melhor o casal principal e notamos que a cada dia o sentimento forte entre os dois cresce. Os dois fazem muitas loucuras e assim, vão se conhecendo. Digo no sentido de achar a si mesmo. Camryn não sabia do que era capaz até aceitar fazer essa viagem. O que foi uma libertação. Eu morri de rir diversas vezes com os diálogos entre os dois e o que planejavam fazer. É hilário! O que deixa a história ainda melhor.
Quando a viagem se aproxima do fim, Cam e Andrew começam a ter medo, pois apesar da viagem está sendo incrível, eles iam se separar. Cada um iria para seu canto. Mas, como toda história de romance e New Adult, o lindo casal fica junto de verdade. E não somente no final do livro \o/ Na metade do livro, o sentimento entre os dois não resiste e se entrega. Foi uma viagem de autodescoberta e libertação.

Quando chega ao final do livro, me dá uma espécie de nostalgia da viagem “mochileira” do casal. Pois eles passaram por tanta coisa juntos, aprenderam e viveram de verdade. O que me deu muitas saudades. Tanto que depois de terminar o livro, voltei nas minhas partes favoritas.
E aí, o final chega e dá um soco na minha cara quando o segredo de Andrew é descoberto. Sim, descoberto e não revelado. O que é ainda pior! Eu tinha entregado meu coração a este livro e ele o quebrou. Entretanto, eu tinha minhas suspeitas sobre o fim e também ainda tem o próximo livro. O que me fez relaxar um pouco, mas mesmo assim me fez chorar.
Se eu nunca falei para vocês, falarei agora: odeio finais, odeio cartas, odeio despedidas. Irei explicar o motivo. Não gosto de finais, porque são finais oras! Não gosto desse desapego e que “nunca mais verei o personagem que se tornou meu amigo”. Odeio cartas porque me fazem chorar, mas as amo porque são cartas haha Como não amar cartas escritas à mão? Odeio despedidas, pois é aquele adeus em que você nunca saberá se verá a pessoa de novo e isso dá um aperto no peito. Entre o Agora e o Nunca tem todas as coisas que citei acima haha Conclusão: entreguei-me de corpo e alma ao livro e ele me deu mais emoções do que eu pretendia sentir. Sério! Eu ficava nervosa junto com os personagens e sofria com eles.
O livro é narrado pelos dois personagens principais. O que é ótimo. Pois, assim sabemos o que os dois estão pensando em determinado momento. Amo! A autora faz referencias a algumas músicas e possui uma filosofia divina. A escrita dela flui muito bem e apesar de ser um New Adult (o que eu sempre classifico como uma história comum), não fica nada cansativo. A autora soube construir muito bem a relação do casal principal.
O fato da protagonista, Cam, ser loira de olhos azuis me fez amar ainda mais o livro. Pois, foge do clichê que toda principal tem que ser morena, sem sal e que mesmo assim todos os homens caem em cima ¬¬ affe! Nesse livro é totalmente o contrário. A Camryn é linda e sabe disso, porém não se acha A Poderosa como toda loira em diversos livros. Odeio esse estereotipo (deve ser porque sou loira também). Ela se garante e não fica se lamuriando por sua beleza. Ponto para a autora❤
Outro fato é o desejo de Camryn e Andrew em viajar ao redor do mundo dando uma de mochileiros. Sonho um dia em fazer isso. Sério, meu maior sonho! Isso me fez amar ainda mais os protagonistas, pois eles me entendem *0*

Achei incrível Andrew ajudar Camryn a se encontrar e se libertar. Ele a ajudou a ser mais ela mesma sem medo do que vão pensar dela. Fez com que Cam destrancasse todo medo de dizer o que pensava e a fez mais forte e segura. Não, ele não a mudou. Ele a ajudou em se encontrar, a evoluir.
O casal se entende de uma maneira maravilhosa. Vemos muito de Camryn em Andrew e vice versa. E o melhor: não tem aquele mimimi chato que odeio \o/ Como não amar esse dois?
Vamos falar dos personagens agora. A Cam é linda, inteligente, audaciosa e morre de amores por comida saudável. Gostei muito dela, pois muito nela sou eu. Esse desejo por liberdade e se aventurar é meu maior sonho, como já havia dito. Além do ponto forte de que ela não fica se depreciando por causa do corpo ou da beleza. O que fez dela uma personagem muito forte e real. Cam tem seus momentos de indecisão e insegurança. O que é totalmente normal e a faz mais humana. A moça sabe se cuidar muito bem. Amei❤
Andrew é aquele personagem que de cara o leitor se apaixona. Ele é bonito, possui covinhas enquanto mostra seu lindo sorriso, sexy, esperto e muito determinado. Possui uma língua que não para um segundo! Sempre tem uma resposta para tudo. Faz e fala o que quer sem ter medo. Vive o momento e sabe aproveitar a vida. Ele possui linhas de pensamento incríveis. O bad boy não tem medo de nada e se joga mesmo. Mas ele sabe quando o barco pode furar e fica de olhos apertos pensando se se joga mesmo de cabeça ou não. O jeito como ele sabe usar as palavras, convencer e conduzir a vida me deixou encantada. (Só acho que preciso de um Andrew em minha vida. Só acho). Me vi muito nele também, em coisas que eu gostaria de ser e fazer. O cara não é nada egoísta e se dar se corpo e alma aos que ama. É um boca-suja pervertido, mas esse é uma parte do seu charme. E olha que nem citei as tatuagens😉 (EU AMO ISSO AHH). Ou seja, possui uma personalidade fortíssima.
Natalie é a melhor amiga de Camryn. A dona dos longos cabelos castanhos é muito divertida e elétrica. Gostei bastante dela. Outros personagens que merecem destaque são os irmãos de Andrew, Aidan e Asher, e sua mãe, Marna. Os adorei também.

Apesar de histórias “comuns” não me animarem, estou dando muitas chances ao New Adult. Pois, depois da minha primeira experiência com Belo Desastre estou conseguindo tirar algo bom das histórias. Não me entendam mal. Os New Adult estão me impressionando e me ganhado a cada dia!
Entre o Agora e o Nunca é incrível❤ A leitura é muito gostosa e flui muito bem. Eu não conseguia parar de ler e meus pensamentos sempre voltavam para o livro quando eu não estava lendo. O devorei em um dia e meio. Tudo nesse livro é o que quero fazer um dia. Rodar pelo mundo, não ter emprego fixo durante a longa viagem, ter experiências e histórias divertidas para contar.
O que me incomodou nesse livro foram algumas falas. Pois, o “está” se transformava em “tá”, o “para” para “pra”, o “estou” para “tô”. Não sei, ficou bom porque ficou mais real com os personagens falando como realmente nós nos comunicamos. Mas ler isso me incomodou muito. Sem falar das folhas serem brancas. Odeio livros de folhas brancas. Outra coisa foi o trato que o Andrew e Camryn fizeram e ele não se realizou. Em que ela sairia com Andrew para jantar a comida que ele gosta. Mas tudo bem, pois o livro me realizou da melhor forma possível! Estou louca para ler o próximo. Amém que já o tenho. Super recomendo 😉
Ps.: Se você não gosta de ler cenas de sexo ou palavrões pule fora. Pois, no livro há muito disso. Mas não deixe de ler, pule literalmente essas partes 😉 haha
Frases
“- Me fala o nome de uma música do Bad Company que eu te deixo em paz.
– Ready For Love.
– Você tá mesmo?”
“Tudo o que foge às expectativas normais deixa as pessoas desorientadas.”
“Por que todo mundo está sempre tão disposto a seguir os outros? Eu não. Eu só quero uma coisa na vida. Não sei bem o que quero, mas sinto no fundo do meu estômago. Está ali, dormente. Quando encontrar, vou saber o que é.”
“É preciso viver no presente. Não acha?”
“Ficar se prendendo e planejando é besteira. Se você fica se pretendo no passado, não consegue seguir em frente. Se passa muito tempo planejando o futuro, você se empurra para trás ou fica estagnada no mesmo lugar a vida toda. Viva o momento aqui, onde tudo está certo, vá com calma e limite suas más lembranças e você chegará ao seu destino, seja qual for, muito mais rápido e com menos acidentes no percurso.”
“Se isso te faz sentir melhor, você pode me mandar catar coquinho se não quiser fazer alguma coisa, mas espero que não faça isso, porque quero muito te mostrar como viver a vida.”
“A roupa que você usa não importa muito, na verdade. Só o que importa é aonde você vai e o que está fazendo enquanto a usa.”
“Dor é dor. Só porque o problema de uma pessoa é menos traumático que o da outra, não significa que deve doer menos.”
“Nunca se limite. Tenha certeza do que quer da vida, diga o que sente e nunca tenha medo de ser você mesma. Foda-se o que os outros pensam. Você está vivendo pra você, não para eles.”
“Coincidência é só o nome que os conformistas dão para o destino.”

Deixe um comentário