Título Original: The Edge of Always
Autora: J. A. Redmerski
Páginas: 302
Ano: 2014
Editora: Suma de Letras
Gênero: New Adult
AdicioneSkoob
Sinopse:
Camryn Bennett e Andrew Parrish nunca foram tão felizes. Cinco meses depois de se conhecerem num ônibus interestadual, os dois estão noivos e prestes a ter um bebê. Nervosa, mas empolgada, Camryn mal pode esperar para viver o resto de sua vida com Andrew, o homem que ela sabe que vai amá-la para sempre. O futuro só lhes reserva felicidade… até que uma tragédia os surpreende. Andrew não consegue entender como algo tão terrivelmente triste pôde acontecer. Ele tenta superar o trauma — e acredita que Camryn esteja fazendo o mesmo. Mas, quando descobre que Camryn busca sufocar uma dor imensa de uma forma perigosa, fará de tudo para salvá-la. Determinado a provar que o amor dos dois é indestrutível, Andrew decide levar Camryn numa nova jornada carregada de esperança e paixão. O mais difícil será convencê-la a ir junto…
Com Entre o agora e o sempre, a aguardada continuação de Entre o agora e o nunca, J. A. Redmerski concluiu a história de amor que encantou milhares de leitores.


Série Entre o Agora e o Nunca 


1. Entre o Agora e o Nunca (leia a resenha)
2. Entre o Agora e o Sempre


Entre o Agora e o Sempre é o segundo e último livro da duologia iniciada com Entre o Agora e o Nunca escrita pela maravilhosa Jessica A. Redmerski, lançada em 2014 pela Editora Suma de Letras. Neste livro temos a continuação e finalização da história de Camryn Bennett Andrew Parrish.
Em minha opinião, uma continuação não era necessária. Pois, no primeiro livro as peças se encaixaram e o final deixou uma quantidade ampla de possibilidades para imaginarmos o que aconteceu depois na vida do casal. O que foi excelente. Mas obviamente a autora achou que a história precisava ir mais além. Não, ela não estragou a história nem viajou na maionese inventando coisas nada haver. Na verdade, J. A. melhorou a trama.
Logo depois que terminei de ler o primeiro livro, peguei o segundo. Na verdade, esperei até o dia seguinte, porque o primeiro teve tanto impacto sobre mim que eu não conseguia para de pensar nele. Graças à maneira excelente de Redmerski escrever, também li Entre o Agora e o Sempre rapidamente.
Neste segundo livro somos introduzidos de volta à história de Camryn e Andrew. Onde não se passa muito tempo entre o final do primeiro livro e o inicio do segundo. Camryn descobre que está grávida e o casal não poderia estar mais feliz. Porém, uma fatalidade acontece. Camryn perde seu precioso bebê (o que não acho que seja um spoiler, já que dá para adivinhar de acordo com a sinopse).
A vida de Camryn já não era fácil, mas depois que Andrew apareceu tudo melhorou e o sol voltou a iluminar os seus dias. A moça passou por um período de depressão, mas tinha se curado. Agora com o aborto, ela volta a habitar seu casulo quase impenetrável. Andrew também está muito abalado, mas como é mais forte que a noiva nessa situação, obviamente revolve ajuda-la de todas as formas possíveis.
É terrível ver Camryn daquele jeito ainda pior do que estava antes de conhecer Andrew. Ela tenta fingir, até para si mesma, que está tudo bem, porém não consegue disfarçar muito. Andrew não suporta vê-la naquela situação e, honrando sua esperteza, cria um plano para trazer sua Camryn de volta.

Andrew resolve cair novamente na estrada com Camryn. Já que na primeira vez a experiência como mochileira foi tão transformadora para ela, dessa vez também poderia dar certo. E deu certo \o/ A experiência foi incrível e ajudou tanto a Camryn quanto Andrew. O casal conheceu mais um ao outro, superou obstáculos, viveu aventuras, passou por perigos e se divertiu muito.
Como eu disse, esse livro não era necessário. Mas nele pudemos aprender mais com os personagens e conhecê-los melhor. Adorei saber que Andrew gosta de discos de vinil e Camryn adora roupas vintage *0* (mais coisas neles que me identifico). O casal continua cantando em bares e tendo empregos diversos para conseguir mais dinheiro. O que acho muito divertido! Os diálogos, desafios e provocações continuam presentes ainda mais fortes. O que deixa a trama ainda melhor.
Desta vez, Andrew e Camryn ficaram mais maduros e sabem a hora de parar ou de continuar viajando. Tanto que eles compram uma casa na Carolina do Norte. No decorrer da história, eles se casam e Camryn engravida novamente. O que faz tudo ficar completo. No final temos algumas surpresas e sustos, mas dá tudo certo e a história é fechada com chave de ouro! Até conhecemos mais sobre a filha Lily do casal *0* Amei ela! A autora merece ser venerada haha
O que mais gosto no Andrew e na Camryn é o desejo de não se tornarem monótonos e iguais às pessoas da sociedade que não sabem aproveitar a vida e seguir seus sonhos. Eles querem ser diferentes, aproveitar a curta vida como se não houvesse o amanhã. O que é excelente. Eu gostaria de fazer isso um dia. Sonho meu dar uma de mochileira. Espero arranjar um amigo ou descobrir o amor da minha vida, que gostaria de fazer isso comigo haha

Acho incrível como Andrew faz tudo por Camryn. Ele a ama tanto que seria capaz de até matar alguém por ela (calma, ele não faz isso, foi só um exemplo). O casal continua se entendendo de uma maneira maravilhosa. Nunca brigam, mas claro têm suas discussões. Vemos muito de Camryn em Andrew e vice versa. E o melhor: não tem aquele mimimi chato que odeio \o/ Como não amar esse dois? *–*
Vamos falar dos personagens agora. A Camryn continua linda, inteligente, audaciosa e morrendo de amores por comida saudável apesar de ter dado chance aos bifes. Ela está mais forte, segura e cresceu muito. Teve momentos de muita fraqueza, mas conseguiu superar. O que faz dela ainda mais real e humana. O jeitinho dela de resolver as coisas e pensar sobre a vida de modo inteligente continua firme e forte. E mais filósofo também. O amor dela por Andrew fica ainda maior e mais forte. Ela até tatuou a mesma coisa que ele para que quando seus corpos estivessem grudadinhos, as tatuagens possam se juntar e formar uma só❤
Andrew continua com suas covinhas apaixonantes, sexy, esperto e muito determinado. Ele também cresceu e amadureceu muito. Seu amor por Camryn está maior que o universo. É muito bonito como ele faz tudo por ela e para ajuda-la. Sempre pensando em seu bem e sua segurança. Ainda faz e fala o que quer sem ter medo, vive o momento e sabe aproveitar a vida com suas linhas de pensamento incríveis. Uma das melhores coisas nele é falar na cara da pessoa, ser curto e direto sem mimimi. Sua personalidade forte está a todo vapor, mas também mostra sua sensibilidade. Continuo o amando com seu jogo de palavras e safadezas haha❤
Entre o Agora e o Sempre é maravilhoso. A leitura é gostosa e flui bem. A autora soube conduzir novamente tudo nos trilhos certinhos. Não “viajou na maionese” como disse anteriormente e lembrou dos outros personagens. Não os deixou de fora e mostra ao leitor o que o futuro reservou para cada um \o/ Ou seja, fechou com chave de ouro.
O que me incomodou nesse livro, assim como no primeiro, foram algumas falas. Pois, o “está” se transformava em “tá”, o “para” para “pra”, o “estou” para “tô”. Não sei, ficou bom porque ficou mais real com os personagens falando como realmente nós nos comunicamos. Mas ler isso me incomodou muito. Sem falar das folhas serem brancas. Odeio livros de folhas brancas. Mas tudo bem, pois o livro me agradou apesar de não ser tão bom quanto o primeiro. A história de Camryn e Andrew ficará comigo para sempre❤ Uma das minhas favoritas. O New Adult me impressionou novamente haha Recomendo😉
Ps.: Se você não gosta de ler cenas de sexo ou palavrões pule fora. Pois, no livro há muito disso. Mas não deixe de ler, pule literalmente essas partes😉 haha

Frases
“Eu prometo te amar para sempre nessa vida e em qualquer lugar que nós fomos depois da morte, porque eu sei que não posso seguir em frente em nenhuma vida se você não estiver nela também.”
“A vida é uma coisa misteriosa e muitas vezes injusta. Mas acho que aprendi, no tempo que passei com Andrew, que ela também pode ser maravilhosa, e que em geral, quando acontece uma coisa que parece injusta, é só o jeito de a vida abrir espaço para coisas melhores que virão. Gosto de pensar assim. Me dá forças quando mais preciso.”

Deixe um comentário