Título Original: An Abundance of Katherines
Autor: John Green
Páginas: 304
Ano: 2013
Editora: Intrínseca
Gênero: Young Adult
AdicioneSkoob
Sinopse:
Após seu mais recente e traumático pé na bunda – o décimo nono de sua ainda jovem vida, todos perpetrados por namoradas de nome Katherine – Colin Singleton resolve cair na estrada. Dirigindo o Rabecão de Satã, com seu caderninho de anotações no bolso e o melhor amigo no carona, o ex-criança prodígio, viciado em anagramas e PhD em levar o fora, descobre sua verdadeira missão: elaborar e comprovar o Teorema Fundamental da Previsibilidade das Katherines, que tornará possível antever, através da linguagem universal da matemática, o desfecho de qualquer relacionamento antes mesmo que as duas pessoas se conheçam.
Uma descoberta que vai entrar para a história, vai vingar séculos de injusta vantagem entre Terminantes e Terminados e, enfim, elevará Colin Singleton diretamente ao distinto posto de gênio da humanidade. Também, é claro, vai ajudá-lo a reconquistar sua garota. Ou, pelo menos, é isso o que ele espera.
O Teorema Katherine foi o terceiro livro que li do John Green e para mim, foi o que me apeguei menos. Há meses ele estava na minha estante, mas só esse ano resolvi lê-lo. O livro é narrado em 3ª pessoa.

A estória gira em torno de Colin Singleton, um garoto considerado gênio prodígio que já namorou 19 garotas chamadas Katherine e é fascinado por anagramas. Sim, isso é estranho, mas bastante comum na vida do rapaz. Colin possui dificuldades para se socializar com as pessoas, pois os seus interesses não batem com os de ninguém. Tanto que ele só possui um amigo, Hassan.
Em um belo dia, ou um péssimo pelos acontecimentos ocorridos, Katherine XIX termina com Colin. Isso foi um baque em sua vida e o deixou muito mal. Nisso, o garoto prodígio sai em uma viagem de carro com seu melhor amigo Hassan para se livrar de toda essa tristeza e descontrair. A viagem também irá servir para o descobrimento pessoal e das coisas do mundo.
Como o pé na bunda era recente, Colin não parava de pensar em Katherine e nas causas que levam até um término de relacionamento. Assim, o garoto prodígio resolveu criar um teorema que determinaria quanto tempo iria durar um relacionamento e qual dos dois terminará o namoro. Ou seja, quem será o Terminante e o Terminado. Pois é, minha gente, já deu para notar o quanto o garoto é nerd e ligado nessas coisas de matemática. Colin desejava inventar algo que fosse único e que o fizesse “voltar” a ser um gênio. Ele desejava ser importante.
Na jornada sem rumo, Hassan e Colin vão parar em Gutshot, no Tennessee. Lá conhecessemLindsey Lee Wells, uma “caipira” que logo se torna amiga dos dois. Os rapazes revolvem ficar na cidade e conseguem emprego. Assim, eles conheceram novas pessoas, viveram aventuras, passaram por experiências que nunca passariam e aprenderam lições. Além de Colin conseguir terminar seu Teorema.
Não direi mais do que isso da estória nessa resenha. Pois, não quero estragar o livro para vocês falando spoilers.
O Teorema Katherine não foi para mim o melhor livro do John Green. Porém, a estória possui diversos elementos que eu amo ler e isso fez ser uma leitura muito deliciosa. Tio Verde nunca me decepciona no quesito criatividade, humor e em fazer o comum ser mais divertido.
Os personagens são ótimos e bem construídos. Cada um deles possui pontos fortes que podemos aprender. O que prejudicou um pouco minha leitura foi o fato de o protagonista ser bem chatinho às vezes. Colin ficava nessa vibe depressiva e obcecada por Katherines. Tanto que irrita. Eu gostava dele às vezes por ser muito inteligente e pelas coisas que dizia, mas não o aguentava em outros momentos. O que o salvou foram seus pensamentos profundos que me instigam a pensar também. Apeguei-me demais ao Hassan❤ Melhor personagem *-*  Ele é hilário, esperto e descontraído! Fazia os momentos melancólicos com o Colin ficarem mais leves e várias vezes peguei-me rindo das coisas que Hassan dizia. Não posso esquecer também de mencionar a Lindsey e a Hollis. Elas são demais e possuem grande bondade.
O livro possui pontos negativos e positivos, claro. A leitura é leve e descontraída. Distrai-nos e podemos aprender muitas coisas. Como, não desistir, lutar pelo que desejamos e acima de tudo saber que não é algo grandioso que o fará inesquecível, é o que você faz no dia a dia em todos os momentos. Você é importante para as pessoas que se importam contigo e com certeza suas realizações serão importantes para elas.
O Teorema Katherine também frisou os relacionamentos e que não temos controle em tudo. Pessoas aparecem todos os dias em nossas vidas, elas vêm e vão. O importante é seguir em frente e lembrar dos bons momentos. John sempre usando histórias para nos passar mensagens❤ A escrita de Green continua incrível e é notável que ele pesquisou bastante para criar vários elementos da estória.

Frases
“Qual é o sentido de estar vivo se você nem ao menos tenta fazer algo extraordinário?”
“Eu serei esquecido, mas as histórias ficarão. Então, nós todos somos importantes – talvez menos do que muito, mas sempre mais do que nada.”
“É possível amar muito alguém, ele pensou. Mas o tamanho do seu amor por uma pessoa nunca vai ser páreo para o tamanho da saudade que você vai sentir dela.”
“Ele gostava de todos os livros, porque adorava o simples ato de ler, a magia de transformar os rabiscos de uma página em palavras dentro da cabeça”.
“Às vezes você se sente como um círculo que perdeu um de seus pedaços?
“Em todo lugar o homem culpa a natureza e o destino, embora seu destino seja nada mais que o eco de seu caráter e suas paixões, seus erros e suas fraquezas.” Demócrito
“Você é como um raio de sol num dia nublado.”
“É natural que as pessoas se importem umas com as outras. É bom quando alguém significa alguma coisa para você; é bom sentir falta de alguém quando ele vai embora.”
“A sua importância é definida pelas coisas que são importantes para você. Seu valor é o mesmo das coisas que você valoriza.”
“Não acho que nossos pedaços perdidos caibam mais dentro da gente depois que eles se perdem.”


A leitura de O Teorema Katherine foi parte de uma Leitura Coletiva que fiz com mais outros blogs. Onde tínhamos que ler um YA ou NA. Leia as resenhas dos blogs participantes e descubra qual livro eles escolheram.

Deixe um comentário