Título Original: The One
Autora: Kiera Cass
Páginas: 352
Ano: 2014
Editora: Seguinte
Gênero: Romance Distópico
Adicione: SKOOB
Sinopse:
No aguardado terceiro volume da série A Seleção, America já fez sua escolha, mas ainda há muitas outras em jogo. Com o fim do concurso cada vez mais próximo, e as ameaças rebeldes ao palácio ainda mais devastadoras, ela precisará lutar para alcançar o futuro que deseja.
America era a candidata mais improvável da Seleção: se inscreveu por insistência da mãe e aceitou participar da competição só para se afastar de Aspen, um garoto que partira seu coração. Ao conhecer melhor o príncipe, porém, surgiu uma amizade que logo se transformou em algo mais. No entanto, toda vez que Maxon parecia estar certo de que escolheria America, algum obstáculo fazia os dois se afastarem.
Um desses obstáculos era Aspen, que passou a ocupar o posto de guarda no palácio e estava decidido a reconquistar a namorada. Em encontros proibidos, ele a reconfortava em meio àquele mundo de luxos e rivalidades. Com essas idas e vindas, America perdeu um pouco de espaço no coração do príncipe, lugar que foi prontamente ocupado por outra concorrente. Para completar, o rei odiava America e a considerava a pior opção para o filho. Assim, tentava sabotar a relação dos dois, inventando mentiras e colocando a garota em prova a todo instante.
Agora, para conseguir o que deseja, America precisa cortar os laços com Aspen, conquistar o povo de Illéa e conseguir novos aliados políticos. Mas tudo pode sair do controle quando ela começa a questionar o sistema de castas e a estratégia usada para lidar com os ataques rebeldes.

Série A Seleção



1. A Seleção (leia a resenha)
2. A Elite (leia a resenha)
3. A Escolha
4. A Herdeira (leia a resenha)
5. A Coroa


A Escolha é o terceiro livro da série A Seleção, que conclui a trilogia narrada por America. Li esse livro em 2014 e foi um baque em meus sentimentos. Ao mesmo tempo em que amei, também me decepcionei em alguns assuntos.
Finalmente em A Escolha, veremos quem America irá escolher: Maxon ou Aspen? Se bem que a escolha não cabe somente a ela. Maxon como futuro rei, também poderá escolher outra dama, e não Meri. Já que o relacionamento do casal está abalado.

Logo no início podemos ver uma America decidida a ficar com Maxon. Porém, não será nada fácil recuperar a confiança do príncipe e ela terá que provar que merece ficar ao seu lado e que será uma boa rainha. Depois de tantas mancadas de Meri, é compreensível que Maxon tenha dúvidas de se escolher a antiga Cinco será uma boa ideia.

Além disso, temos o Rei Clarkson, que odeia America e não permite que seu filho fique com ela. Neste livro eles terão que ultrapassar todos esses problemas para poderem ficar juntos.
Se não bastasse toda essa complicação no romance, os ataques dos rebeldes ficaram mais intensos, brutais e mortais. O castelo e todos que moram nele são constantemente ameaçados, sem falar das castas das selecionadas que também estão sofrendo na pele com esses ataques rebeldes. Assim, Maxon e America bolam um plano ariscado para manter a paz em Illéa.
Kiera Cass conseguiu escrever um livro intenso, muito intenso. A todo o momento meus nervos estavam à flor da pele e eu ficava nervosa sobre os momentos seguintes. Pude sentir raiva, amor, pena, angústia, ansiedade. O final foi maravilhoso, mas também fiquei com o coração na mão! Prepare-se para muita emoção! Em uma cena em particular, onde envolve cartas de Maxon, chorei feito um bebê! O príncipe só merece o melhor e vê-lo sofrer só aumentava minha raiva e angustia.

A respeito dos personagens, é notável o amadurecimento de todos. Principalmente de America, que parou com aquele mimimi nojento e aprendeu a tomar decisões mais concisas e a lutar pelo que deseja realmente. Apesar de ser muito impulsiva e me irritar às vezes, gosto muito dela por algumas atitudes que toma. Maxon também amadureceu muito e aprendeu bastante com a seleção. Com certeza será um ótimo rei. Ele sabe o que quer e mostra isso a quem ama sem medo ou reservas. O que me faz amá-lo mais! Aspen continua somo sempre, preocupado e teimoso. Ainda é um guerreiro e gosto disso nele. Foi maravilhoso ver também o que aconteceu com outros personagens como a Marlee ❤
A Seleção é uma série distópica. Porém, nesse quesito a autora pecou bastante. Diversas pontas ficaram soltas e as explicações a esse respeito foram muito ralas. Tratando-se disso, na questão da distopia, tudo deveria ser mais detalhado e nos mostrado a que mundo a história realmente gira. Fiquei decepcionada nessa parte. Esperava mais, pois Kiera construiu tudo muito bem, mas no fim não conseguiu prosseguir corretamente. Ela fez um resumão da resolução do problema.
Já na questão do romance, a autora está de parabéns! Tirando fora os mimimi chatos de America, o amor construído é lindo demais. Mostra-nos o que uma pessoa apaixonada é capaz de fazer pela pessoa amada. Que sim, é normal termos nossas dúvidas, pois ninguém é de ferro. Podemos hesitar na questão em escolher o seu porto seguro ou alguém que ama desesperadamente, mas que talvez não dê certo. Trocar o certo pelo duvidoso nem sempre dar certo.

Em A Escolha, temos momentos intensos cheios de emoções, segredos são revelados e muitas lições são aprendidas tanto pelos personagens quanto pelos leitores. Os segredos que são revelados são chocantes! A escrita da Kiera continua maravilhosa e fiquei encantada pelo mundo criado por ela. É único e comum ao mesmo tempo isso de mulheres entrarem em uma disputa seja por amor ou por interesse. Questiona-nos sobre o que somos e o que seríamos capazes de fazer pelo que achamos certo. A questão “fazer escolhas” é constante no livro, o que foi incrível.
Com toda certeza A Escolha foi o meu livro preferido da trilogia narrada por America ❤Convenhamos também que as capas são divinas! Principalmente a do terceiro livro *-* Recomendo a série A Seleção, pois nela podemos mergulhar de cabeça no mundo da monarquia, na sociedade dividida e no romance encantador.

Frases
“Não tentei bancar a heroína. Na verdade, na maior parte do tempo não me sinto nem um pouco corajosa.”
“Eu não sabia o que isso significava para nós. Nem se ainda havia um nós com que valesse a pena me preocupar.”
“America, sua cabeça está cheia de más ideias. Ótimas intenções. péssimas ideias[..]”
“As melhores pessoas sempre carregam alguma cicatriz.”
“Agora eu sei, Meri, que não importa o que aconteça… sempre vai existir uma ligação entre nós. nunca deixarei de me preocupar com você. Nunca deixarei de me importar com o que você faz. Você sempre vai significar muito para mim.”
“A dor vem em momentos esquisitos.”
“Vou amar você mais do que qualquer homem já amou uma mulher, mais do que você sonhou em ser amada. Prometo.”
“Nenhuma bronca de um tutor, nenhuma chibatada de meu pai, nenhum isolamento durante minha infância chegou a me doer tanto quanto a possibilidade de perder você.”
“Pode partir meu coração. Mil vezes, se desejar. Sempre foi seu para machucar como quiser.” *-*
“Não importa o que você pensa do seu caráter. Só importa o que você faz com ele. Você, mais que as outras, faz o que é certo antes de pensar nas consequências para si mesma. Maxon tem outras ótimas candidatas lá em cima, mas elas não sujariam as mãos para mudar as coisas. Não como você.”
“Eu o amava. Era incapaz de apontar precisamente o motivo de tanta certeza, mas soube na hora, com a mesma certeza com que sabia meu nome ou a cor do céu ou qualquer coisa escrita em um livro.”

Deixe um comentário