Olá, Olá!
Hoje é a estreia de uma nova coluna :D Mais uma, Nath? Sim, pessoal. Acho que com as colunas fica mais fácil achar cada postagem do blog, ainda mais as antigas. Além disso, está é uma coluna especial!
Nos diversos livros que lemos somos introduzidos a novos mundos. Onde mergulhamos nas culturas, tradições, religiões, políticas e as formas de organização das sociedades.
Nas estórias contemporâneas que encontramos nos gêneros Young AdultNew AdultChick-Lit, além de outros que acabam abrangendo as relações do dia-a-dia que nós vivemos na realidade, não conhecemos mundos e criaturas diferentes. Estas só são estórias mais “comuns, normais”. Ao contrário das que encontramos nos gêneros FantasiaDistopia e Ficção Científica. Nestes sim, mergulhamos em mundos completamente diferentes e tão legais que desejamos viver neles para sempre.

Esta coluna chamada Entre Mundos é para vocês, leitores, conhecerem melhor alguns mundos fantásticos encontrados nos livros. Nela irei dar mais detalhes e vocês serão um pouco mais introduzidos nessas estórias incríveis.
Para a estreia, escolhi o Mundo Grisha encontrado nos livros da Trilogia Grisha escrita por Leigh Bardugo que se tornou uma de minhas autoras favoritas. A coleção é composta por três livros: Sombra e OssosSol e Tormenta e Ruína e Ascensão (clique para ler as resenhas). A trilogia faz parte do gênero fantasia e é excepcional! Recomendo <3
Enfim, vamos logo ao que interessa! Abaixo irei explicar um pouco mais sobre o Mundo Grisha que eu desejaria muito fazer parte (mentira, pois eu já sou parte dele em minha imaginação ;-)).

Observação
Esta postagem não possui spoilers que atrapalhará sua leitura. Ao contrário, espero que ajude.

Alina | Darkling | Maly


Leigh Bardugo criou um mundo mágico, diferente e recheado de diversas culturas. A autora tirou muita inspiração da cultura Russa que conhecemos. Fato visível nas roupas, arquitetura e nomes tanto dos lugares quanto dos personagens.
“Vamos ser honestos: eu escolhi usar a Rússia como a minha inspiração, mas meu objetivo nunca foi autenticidade. Teria sido muito mais fácil trazer um tradutor russo e simplesmente transcrever suas palavras. Decidir não ir por esse caminho significava decisões agonizantes de criar palavras muito menores como construir um plural ("Corporalki" sobre "Corporalniki") ou se os sobrenomes Ravkan devem ser de gênero (Starkov sobre Starkova). O fato de que existem armas na Trilogia Grisha e que suas referências culturais não são desenhadas da Europa Medieval parece causar alguma confusão, mas Sombra e Ossos é alta fantasia, não fantasia histórica e Ravka não é a Rússia. Para mim, usando russo não teria sentido verdadeiro para o mundo. Escrevendo alta fantasia, cada escolha é um pouco de uma aposta. Tomamos algo familiar, pôr a nossa própria rotação sobre ele, e espero que o risco premie a experiência do leitor.” Leigh Bardugo
Para começar com o pé direito melhor ter conhecimento do que significa Grisha. Os Grisha são a elite mágica de Ravka, também conhecida como os soldados do Segundo Exército. Eles praticam a Pequena Ciência, manipulam a matéria em seus níveis mais fundamentais. Status é tudo para o Grisha. Todas as crianças são submetidas a um exame feito por três Grishas, onde se descobre se ela possui aptidão ou não para dominar a Pequena Ciência. Dependendo de seu poder, a criança é designada para um grupo onde aprenderá a controlar suas habilidades. São três grupos: os Corporalki, os Etherealki e os Materialki.
“Escolhi o nome Grisha para a elite mágica porque é o diminutivo russo de Gregory, que significa "vigilante" e deriva do Grigori. Ele também evoca a palavra "gueixa", o que reforça a sensação de beleza, sigilo e da elite.” Leigh Bardugo


Os Corporalki (A Ordem dos Vivos e dos Mortos) são os Sangradores (usam keftas, mantos/casacos longos, nas cores vermelha e preta) e os Curandeiros (usam as cores vermelha e cinza), que controlam tudo ao que diz respeito ao corpo humano.
Ravka está cercado de inimigos e, basicamente, funciona como um estado militar. Os Corporalki são considerados os soldados mais valiosos e, consequentemente, eles são os Grisha no nível mais alto. Os Sangradores pode tirar o ar de seus pulmões, retardar seu pulso até cair em coma, ou literalmente esmagar seu coração em seu peito, tudo sem nunca colocar um dedo em você. Curandeiros fazem curativos e até podem trazer a pessoa de volta a vida.

Os Etherealki (A Ordem dos Conjuradores) são os Aeros, que manipulam o ar (usam keftas nas cores azul e prata), os Infernais que manipulam o fogo (usam as cores vermelha e azul) e os Hidros que manipulam a água (usam as cores azul e azul claro).
Grishas não podem criar ou animar algo do nada. Infernais não podem "magicamente" criar fogo. Eles convocam gases combustíveis como o metano ou hidrogênio, mas ainda precisam de uma pedra para iniciar uma faísca. Aeros podem aumentar ou diminuir a pressão do ar para criar tempestades, enquanto Hidros usam temperatura e pressão para convocar e controlar a água. Etherealki frequentemente trabalha em pares. Tanto o Darkling quanto Alina são tecnicamente considerados Etherealki.

Os Materialki (A Ordem dos Fabricadores) são os Durastes (usam keftas nas cores roxa e cinza) e Alquimistas (usam as cores roxa e vermelha), que controlam os elementos materiais, em suma criadores e alguns deles podem até mudar a aparência humana.
Estes são os geeks de laboratório das Ordens Grisha. Eles são os menos respeitados, mas eles vão se tornar mais valiosos para o esforço de guerra ao decorrer da trilogia. Durastes lidam com o sólido: aço Grisha, corecloth (semelhante à armadura moderna), têxteis e de vidro. Alquimistas se especializam em venenos.

Todos os Grishas são soldados do Segundo Exército, comandado pelo poderoso Darkling, o qual é Conjurador de Sombras que manipula a escuridão. É único em todo o mundo.
O mundo Grisha é enorme, repleto de países e regiões que possuem costumes completamente diferentes uns dos outros, o que, às vezes, gera conflito. São eles: RavkaFjerdaShu HanTsibeyaKerch e Novyi Zem. Dentro desses países há cidades e vilarejos, cujos principais são mostrados no mapa. Sem falar das ilhas espalhadas pelo oceano sem fim.

Algumas das regiões, ou países, não são próximos. Por exemplo, Kerch fica em uma ilha no Mar Real e Novyin Zem fica do outro lado do mar. Para chegar até lá, as pessoas usam barcos. Porém, não é algo tão simples chegar até o outro lado, pois existe uma mancha negra gigantesca repleta de criaturas horrendas, chamadas Volkras, que se alimentam de humanos.
Este manto de escuridão se chama Não Mar, também conhecida por Dobra da Sombra, e foi criado pelo Darkling. A mancha enorme cobre todo o território de Ravka, o que faz com que sair desta região e chegar até o Mar Real deve-se atravessar o Não Mar. Para atravessá-lo, usam-se esquifes que são como trenós e é usado somente por grande necessidade.
Ou seja, os habitantes de Ravka que pretendem chegar até o Mar Real ou até Novyin Zem, devem enfrentar as areias negras da Dobra das Sombras. Observem os mapas e vocês irão se situar melhor ;-)

No mundo Grisha não há somente pessoas Grishas, mas também seres humanos comuns que não possuem poderes. Estes fazem parte do Primeiro Exército comandado pelo Rei de Ravka. Há várias línguas diferentes dependendo da região. Sem falar das comidas que são diversas. Vale lembrar que a maior parte da estória da Trilogia Grisha se passa em Ravka, que é onde o Rei, o Darkling, os Grishas e a protagonista Alina moram.

Vale ressaltar a religião na Trilogia Grisha. É encantadora a forma como a autora nos introduz na fé daquela sociedade e o quão forte alguns se apegam. Em alguns momentos até lembramos da Reforma Religiosa que aprendemos nos livros de História. Pois, há grande presença de santos e santas, além da venda de "relíquias sagradas".
“Um dos maiores desafios na construção do mundo de Ravka foi a língua. Uma olhada no mapa irá lhe dizer, Ravka não é a Rússia, por isso não faz sentido simplesmente transcrever russo (embora ele teria feito a vida mais fácil). E mesmo se eu tivesse, por não-falantes, Russo é uma língua extremamente opaca. Porque nós não compartilhamos um alfabeto, poucas palavras têm qualquer ressonância para um leitor ocidental. Ainda assim, o mundo de Sombra e Ossos foi claramente inspirado pela Rússia e eu não queria violar o senso de lugar do leitor, jogando alguma linguagem aleatória no texto. Meu objetivo era usar a linguagem para reforçar a experiência do leitor do mundo, em vez de miná-lo.” Leigh Bardugo, sobre a língua na estória.

“Kvas é, na verdade, uma bebida semi-fermentada popular na Rússia, mas em Sombra e Ossos é um palavra óbvia para vodka. Para mim, "vodka" nos coloca instantaneamente no nosso mundo e tempo. É simplesmente muito comum. Kvas, no entanto, mantém imersão no mundo, mas tem a vantagem de evocar visualmente a palavra vodka.” Leigh Bardugo, sobre uma das bebidas comuns em Ravka
Quer saber a qual grupo Grisha você pertenceria? Faço o teste abaixo! O link te levará até o quiz em inglês e você deve responder as questões que estarão naquele site. Para facilitar para vocês, traduzi as perguntas ;-) Então é só ler a pergunta aqui e marcar lá haha

QUAL GRISHA VOCÊ É?
1.Qual a ideia de dia ideal para você?
a) Surfar, nadar, talvez uma caminhada.
b) Eu prefiro uma noite de conspirações tranquila.
c) Um passeio através dos desertos de Tibia.
d) Uma tarde de compras.
e) Assistir toda uma temporada de Teen Wolf.
f) Me deixe em paz com meu chá.

2.Quando se trata de filmes, eu gosto:
a) Comédias.
b) Qualquer coisa com grande cinematografia.
c) Qualquer coisa com grandes cenas de luta.
d) Qualquer coisa com ótimos figurinos.
e) Ficção científica.
f) Suspenses políticos.

3.Meus amigos diriam que o meu pior defeito é eu ser:
a) Vaidoso.
b) Inseguro.
c) Manipulador.
d) Agressivo.
e) Egoísta.
f) Competitivo.

4.Meus amigos diriam que a minha melhor qualidade é eu ser:
a) Generoso.
b) Encantador.
c) Criativo.
d) Bravo.
e) Fiel.
f) Focado.

5.Eu fico melhor usando:
a) Vermelho.
b) Azul.
c) Roxa.
d) Preto.
e) Sua vez.
f)  É difícil dizer, eu fico bem em tudo.

6.Minha ideia de uma linda paisagem é:
a) Um mar tormentoso.
b) A noite estrelada.
c) Um espelho.
d) Um prado.
e) Um deserto.
f) Uma linha do horizonte simples.

7.Qual é o seu hobbie secreto?
a) Arranjos de flores.
b) Tortura.
c) Cartografia. 
d) Brincar com fogo.
e) Ler textos de anatomia.
f)  Metalurgia.

8.Em uma festa você provavelmente irá me encontrar:
a) Fofocando na cozinha.
b) Misturando algo louco no bar.
c) Fazendo um tribunal entre meus muitos admiradores.
d) Exigindo que o sofá seja movido para que possamos dançar.
e) Colocando o sofá de volta, porque este não é uma festa para dançar.
f) Falando intensamente com o meu melhor amigo.

9.Amor é:
a) Construído sobre as experiências compartilhadas.
b) Uma tentação para os fracos.
c) Imprevisível, como o tempo.
d) Bonito, se você puder encontrá-lo.
e) Difícil de quantificar.
f) Fácil se você sabe como funciona o coração.

10.Romance é:
a) Dominação mundial.
b) Pular pedras na lagoa de Trivka.
c) Desculpe, o quê?
d) Horas passadas ao lado do outro trabalhando no mesmo projeto.
e) Fogos de artifício.
f) Uma dança em que eu assumo a liderança.


Gostaram de saber mais sobre o mundo da Trilogia Grisha? *-* Eu amei relembrar a estória! Confiram o book trailer abaixo:




Leigh Bardugo

Nasceu em Jerusalém, cresceu em Los Angeles e se formou na Universidade de Yale. Mora atualmente em Hollywood, onde se entrega à sua paixão pelo glamour, em sua outra identidade profissional, como a maquiadora artística L.B. Benson. De vez em quando, ela também canta com sua banda, a Captain Automatic. Autora da aclamada Trilogia Grisha, ela foi considerada uma das seis melhores autoras estreantes de 2012 pelo comitê New Voices da American Booksellers Association, e também ganhou uma indicação ao prêmio Abraham Lincoln Award e ao Indie Next List Selection.
Isso é tudo pessoal! Espero que tenham gostado! Se alguma dúvida ainda incomoda vocês digam nos comentários ;-) Qual outro mundo vocês gostariam de conhecer e gostariam de ver aqui na coluna?
Até a próxima!

12 Comentários

  1. Oi, Nati!
    Eu adorei a ideia da coluna, é muito bom conhecer os cenários de histórias não lemos ainda, mas pretendemos ler.

    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dih!
      Fico feliz que tenha gostado! Obrigada :) Sim, é maravilhoso!
      Beijos

      Excluir
  2. Gente, sou louco pra ler essa trilogia desde que li suas resenha!
    Adorei demaaaais a coluna, super inovadora. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro!
      Fico feliz que tenha gostado! Obrigada <3 Essa trilogia é fantástica!
      Beijos

      Excluir
  3. Oi, Nath! Tudo bem? Nossa, adorei o post! Agora fiquei ainda mais interessado em ler a trilogia Grisha! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tony!
      Fico feliz que tenha gostado! Leia sim, é maravilhosa <3
      Beijos

      Excluir
  4. Migaaa, gostei da proposta da coluna, adorei o teste! As imagens estão com erro pra mim =(!
    Beijos, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bru!
      Obrigada *-* Também gostei hehe Poxa, uma pena :/
      Beijos

      Excluir
  5. Oi Nath, amei a nova coluna. Quero muito ler esse livro, ainda mais depois de você apresentar todo esse mundo Grisha.

    Beijos

    http://meninasnaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lili!
      Fico feliz que tenha gostado :D Obrigada! Ebaa \o/ Leia sim haha
      Beijos

      Excluir
  6. Amei a ideia da coluna! Já era louca pra ler desde as suas resenhas, depois de ser apresentada a esse mundo então!
    Bjs - http://umleitornooceano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lê!
      Obrigada :) Ebbaaa \o/ Legal! Espero que leia logo e que goste!
      Beijos

      Excluir