Nome Original: V for Vendetta
Direção: James McTeigue
Gênero: Drama / Thriller
Indicação: +14 anos
Lançamento: 7 de Abril de 2006 (Brasil)
Duração: 2h 13min
Distribuidor: Warner Bros
Em uma Inglaterra do futuro, onde está em vigor um regime totalitário, vive Evey Hammond (Natalie Portman). Ela é salva de uma situação de vida ou morte por um homem mascarado, conhecido apenas pelo codinome V (Hugo Weaving), que é extremamente carismático e habilidoso na arte do combate e da destruição. Ao convocar seus compatriotas a se rebelar contra a tirania e a opressão do governo inglês, V provoca uma verdadeira revolução. Enquanto Evey tenta saber mais sobre o passado de V, ela termina por descobrir quem é e seu papel no plano de seu salvador para trazer liberdade e justiça ao país.
Observação: Já assisti este filme três vezes (em 2013 e mais recentemente), mas somente agora estou escrevendo a crítica.
“Uma poderosa e aterradora história sobre a perda da liberdade e cidadania em um mundo totalitário bem possível.”
O mundo está em guerra. Em uma crise avassaladora. O Reino Unido permanece como um dos poucos países estáveis sob o regime fascista e totalitário do partido Fogo Nórdico comandado pelo Alto Chanceler Adam Sutler (John Hurt). Situado em Londres em um futuro distópico próximo, a sociedade vive sob a pressão intensa de propagandas políticas, perseguições, toques de recolher e a proibição de qualquer forma de manifestação cultural. Opositores são perseguidos, torturados e presos.

v de vingança.jpg
Eis que no dia 5 de novembro chega o aniversário da conspiração de 1605 na qual Guy Fawkes tentou explodir o parlamento inglês e tirar o rei James I do trono. Algumas pessoas não se esqueceram desde marco e uma em especial comemora com explosões de fogos de artifício e bombas, o terrorista V. Que é quando ele inicia seus ataques ao governo de Sutler.
Na mesma noite, ou madrugada, Evey Hammond (Natalie Portman), uma mulher que trabalha na rede de televisão é salva por V, um homem de máscara, de um quase estupro. Porém, os dois se encontraram novamente, mas desta vez no trabalho de Evey, onde V cria um plano fantástico o qual pede aos cidadãos que não fiquem calados e que se levantem contra o regime. O terrorista promete terminar tudo no dia 5 de novembro do ano seguinte. Sutler começa a caçar o terrorista V (Hugo Weaving), mas o “estrago” já está feito e a população começa a acordar e abrir suas mentes para o que está acontecendo na sociedade.
filme-v-de-vinganca-2.jpg
No decorrer da estória, V e Evey ficam mais próximos e diversos fatos são descobertos, deixando os expectadores sem fôlego. Assim, começamos a entender a trama melhor. Há cenas fortes que mexem com nosso emocional e psicológico. Faz-nos refletir e sentir a opressão dos personagens. Evey cresceu muito no decorrer do filme, graças a uma grande ajuda de V. Conhecemos também mais sobre o passado de V e juntamos as peças do quebra-cabeça.
Em suma, V de Vingança possui uma estória emocionante, marcante e encaixa em muitos fatores ao redor de todas as sociedades. Faz-nos refletir e deve gerar opiniões e debates. Deixa-nos mensagens marcantes e mostra que o povo é forte e capaz de vencer um ditador cruel. A cena final é fantástica e dá vontade de aplaudir e cair aos prantos de tanta emoção. Viva a Revolução! Não fiquemos calados!
Recomendo esse filme a todos sem exceção. As cenas são bem feitas, as atuações impecáveis, as lições introduzidas excelentes. Não contei mais detalhes para não perder a graça. Vale a pena sentir e refletir as mensagens passadas pelo filme. Em particular, eu tinha altas expectativas acerca deste, não fui decepcionada, porém desejava mais❤
Trailer legendado: https://www.youtube.com/watch?v=ce61ivMUwQc
O filme é uma adaptação da série de quadrinhos de mesmo nome dos autores Alan Moore eDavid Lloyd, publicada pela DC Comics sob a sua marca Vertigo.
V de Vingança (6).jpg
Até a próxima!
Garota Vermelha Boca

Deixe um comentário