Título: Nildrien - O Pergaminho
Autor: Manoel Batista
Páginas: 588
Ano: 2015
Editora: Novo Século
Gênero: Fantasia
Adicione: Skoob

Sinopse: Em um mundo de fantasia medieval, o despertar de uma poderosa energia em uma caverna milenar e remota faz com que os mais poderosos reinos de Nildrien se mobilizem para conseguir o artefato portador do poder: um antigo pergaminho criado pelo maior de todos os magos, contendo feitiços capazes de afetar o equilíbrio mundial. Sem poder enviar seus mais experientes e poderosos membros, resta às forças de reinos aliados formarem um grupo de jovens aventureiros para enviá-los ao maior desafio de suas vidas: uma aventura entre guerreiros, magos e monstros que dividem um cenário onde o fantástico e a magia se mostram mais presentes do que nunca. Uma jornada que mudará para sempre a vida desses jovens, repleta de drama, ação e humor.

Nildrien – O Pergaminho é o primeiro livro do autor brasileiro Manoel Batista, parceiro do blog, lançado pela Editora Novo Século pelo selo Talentos da Literatura Brasileira. Eu estava muito ansiosa pela leitura deste, pois amo o gênero fantasia. Além do livro se tratar de uma aventura medieval *-* #MeConquistou ❤
Antes de tudo, devemos entender o mundo de Nildrien. Este país enorme possui diversos reinos, ilhas e pequenas vilas espalhadas por seu território. Cada um deles possui uma característica diferente, devido à região em que se encontra. Os locais mais citados são Ilha do TrovãoHedoVila Drend,Nalim e Ninfim. Estes três últimos ficam no continente de Dalend. Sim, pode ser um pouco complicado de se entender no início, mas no decorrer da leitura o leitor pega o jeito 😉
O reino/país inimigo à Nildrien se chama Asenhar, território lar de diversas criaturas perversas, onde a maldade e ganancia prevalecem. Por esse motivo, diversas guerras e batalhas já ocorreram entre os dois continentes.

Neste mundo há humanos, elfos, anões, dragões, orcs, demônios, magos, feiticeiros, guerreiros e muitas outras criaturas diversas. A crença do povo não é somente em um deus, mas em vários! Zarhyk(deus do trovão), Nayan (deusa da água), Lyon (deus da luz), Nighten (deusa da noite), Lilian (deusa do amor), Pace (deusa da paz), Lynor (deus da justiça), Tennya (deusa da natureza), Asgorth (deus da guerra), Trifon (principal deus da magia), entre vários outros. Assim, cada um crê no que mais se identifica e alguns até se tornam clérigos e paladinos. Sim, alguns possuem poderes e este pode despertar sem avisar.
No início a leitura é mais lenta, mas não deixa de ser interessante, pois o autor nos dá uma introdução de cada personagem crucial para o decorrer da estória. Assim, vamos conhecendo um pouco de cada um e até podemos escolher nossos queridinhos. Estes farão parte de grupos que partirão numa missão que mudará suas vidas para sempre.

A temida Caverna Antiga, lar de demasiadas criaturas e monstros, começou a emanar um tipo de energia muito forte que estava deixando todos os seus habitantes inquietos. O motivo? Em seus labirintos pedregosos estava escondido um antigo pergaminho criado pelo maior de todos os magos,Arkross Shawron. Este que também fez das profundezas da caverna seu lar antes de morrer há milhares de anos.
Por ser um artefato de poder inimaginável, tanto o reino de Nildrien quanto de Asenhar desejavam o possuir. O primeiro com intenções boas, para que o pergaminho não caísse em mãos erradas. O segundo com intenções de usá-lo para benefício próprio. Imaginem todo esse poder em mãos?

Desse modo, para não chamar atenção e não correr o risco de começar uma nova guerra, os dois reinos decidem mandar grupos discretos, mas competentes para encontrar o poderoso pergaminho. Cada membro do grupo possui uma habilidade distinta que o faz importante para a missão. A equipe é bem equilibrada com os mais fortes fisicamente e os mais fracos, mas com poderes muito úteis. Além do grupo de heróis e vilões, temos mais dois antagonistas na trama. Todos com o objetivo de conseguir o pergaminho custe o que custar. E é aí que a estória começa de verdade.
Assim, todos partem rumo a Caverna Antiga, porém o caminho não será nada fácil. O primeiro obstáculo são os monstros pelo caminho e em seguida a terrível Floresta das Sombras. Os grupos terão que usar suas habilidades e ainda se prepararem para um possível encontro entre ambos. Desse modo, batalhas épicas e confrontos que se tonarão lendas são encontrados.
No decorrer da trama podemos notar o crescimento e amadurecimento dos personagens. Seja no convívio entre os membros do grupo, seja fisicamente ou psicologicamente, ou até mesmo em suas habilidades. É maravilhoso ver a evolução de cada um. Pelos diversos personagens terem características distintas, o leitor consegue se identificar e se apegar a alguns.

Gostaria de citar detalhadamente cada personagem nesta resenha, mas são tantos! E também não quero estragar a leitura de vocês. Devido a isso, serei o mais breve possível.
Os 15 de Nildrien: DamianMarlinReksLórisKaredrineMyatKyletVerônicaYlisMistiaHant,KarsonHistranHanns Mike. Dentre estes, os que mais se destacaram para mim foram Reks, Lóris, Mistia, Karson e Hanns ❤ A melhor coisa no grupo? A diversidade e a diferença de classes! Sim, meu povo, tem pobre junto com rico e até a realeza! E mesmo assim, todos demonstraram respeito e um ótimo convívio :’)
Não posso deixar de citar Gareth e Josh, príncipes de Asenhar e Nayhan e Raven. Eles foram de extrema importância para a estória. Com suas vidas intensas e muito interessantes. Meus preferidos são Josh e Nayhan ❤
No decorrer da estória podemos ver dois personagens inimigos juntos. E notar o quão iguais e diferentes eles são fez toda a diferença. Deu um ar fantástico à estória e mais lições para nós leitores. Shippei demais Josh e Lóris ❤ O autor teve o cuidado em moldar e nos mostrar suas personalidades e peculiaridades.

Nildrien é um livro extenso, com suas mais de 500 páginas. O começo é um pouco lento devido à introdução, mas isso é compreensível e nos ajuda a entrar de maneira correta na trama. Logo depois a estória começa a ter um ritmo intenso e cheio de ação. Um pouco da parte da caverna antiga se tornou cansativa para mim, mas logo vinha mais ação e eu superava a calmaria.
Ao mesmo tempo em que a trama possui uma linguagem rebuscada por conta da época medieval, há muitas frases modernas. Nota-se até nas arquiteturas das cidades que lembram o medieval e o moderno. A desvantagem para mim foi que algumas palavras usadas nos diálogos me incomodaram. Ia do formal ao informal, da era medieval a modernidade. As pessoas, principalmente os vilões davam muitas explicações que não precisavam, não era do feitio deles. O ponto bom disso era que o leitor não se perdia e havia entendimento em tudo. Ou quase tudo 😉
Nildrien não é uma simples estória. Tem toda uma mitologia muito rica e histórias interessantes. Tudo é muito novo. A aventura está muito presente. A estória é envolvente e o leitor não consegue parar de ler. Além de nós conseguirmos ligar certos pontos. Por ter muitos personagens, às vezes esquecemos quem faz o que, então o autor nos relembra rapidamente e isso é ótimo!

A estória é rica e nos trás lições de vida como não resistir dos seus sonhos, lutar pelo que deseja, ter atitudes honrosas, não se importar com o que os outros pensam de você, permanecermos em nossa fé, etc. Outra questão é: bem e mal, devemos mesmo matar nossos inimigos? Não temos direito de tirar a vida de ninguém. Foi importante a reflexão sore isso tanto para os personagens quanto para os leitores.
A passagem de tempo é bem feita. As coisas acontecem, mas tudo na sua hora. Não há aquele embolado de acontecimentos em um dia e depois no dia seguinte. Tudo tem sua hora. Além disso, somos submetidos a surpresas, mistérios, descobertas e muitas cenas de lutas! Tudo muito rico e detalhado.
Por ser narrado em terceira pessoa, faz com que saibamos o que se passa na cabeça de cada um dos personagens. Além das partes de lutas, em que vemos como cada um está se saindo na briga. Amei isso ❤
Chegar ao final foi de partir o coração, apesar de tudo. O sorriso não deixava meu rosto vendo todos reunidos e os reencontros :’) Até bateu uma nostalgia e relembrei de tudo que “passamos” juntos nessa aventura. Aquele final com o Torneio da Guerra que poderá acontecer no segundo livro… Quero!

Manoel Batista possui uma escrita fluída, criativa e envolvente. Sem falar das palavras usadas e do jeito lindo que as frases ficam montadas. A maneira como ele criou e montou todo o quebra-cabeça é incrível. Imagine criar novas criaturas, mundos e deuses? É muito talento, gente ❤ Várias emoções nos são transmitidas e em alguns momentos fiquei louca devido a certas cenas fantásticas! Senti várias vezes como se eu estivesse lá com os personagens.
Nildrien – O Pergaminho terminou deixando alguns ganchos e pontas soltas que eu espero que sejam esclarecidos no segundo livro que já estou maluca desejando. Sem falar dos segredos e mistérios. Estou com muitas teorias e ansiosa para saber o que nos aguarda. Obrigada por nos presentear com está estória épica e fantástica, Manoel!
Para os amantes de fantasia, aventura medieval e boa escrita… Leiam Nildrien! Vale a pena embarcar nessa jornada 😉
Ps.: Manuel, por favor, não faça mal aos meus amores Lóris, Josh, Karson, Hanns e Nayhan ❤ E estou na torcida pelo meu shippe Lóris ❤ Josh haha
Frases
“Em geral, pessoas que passam por situações complicadas costumam se tornar grandes amigas ou se solidarizar de maneira mútua e verdadeira.”
“Para tudo existe um motivo. Toda e qualquer criatura, todo e qualquer encontro que você venha a ter com qualquer pessoa em vossa vida, tudo isto não era mera coincidência, sempre há uma razão para tal e em nosso caso não é diferente.”
“- Ah! Você deve ser a vergonha da família, então. Ou, quem sabe, pode ser o orgulho! Já que pode ser o único macho de sua família que nasceu sem as marquinhas de choro.”
“Um verdadeiro líder sabe ler os possíveis recados do destino.”
“Existem certos tipos de ferimentos piores que os físicos, aqueles que são feitos no orgulho e na alma.”

12 Comentários

  1. Oii Nath

    No momento tenho muitas fantasias acumuladas para ler, inclusive séries inacabadas, então não seria um livro que pegaria para ler. Achei a premissa legal, mas aventura medieval os poucos que li sempre me resultaram mais cansativos... então não sei... De qualquer jeito, obrigada pela resenha! Sempre é bom conhecer o trabalho de um novo autor

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alice!
      Fantasia é um gênero maravilhoso :3 Imagino como acabou acumulando, mas espero que essa pilha diminua haha Nildrien é ótimo! Espero que dê uma chance!
      Beijos

      Excluir
  2. Gente que loucura ne?! Bom miga, sua resenha da vontade de ler, mas foge muitoooo da minha vibe, vc sabe kkk!
    Super beijo, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bru!
      Obrigada :D haha Pois é haha Mas quem sabe acaba gostando?
      Beijos

      Excluir
  3. Aventura Medieval Nath??? Já quero! Amo esse tipo de livro e pela sua resenha, esse parece ser muito bom.

    Beijos

    http://meninasnaliteratura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lili!
      Sim, é ótimo :D Espero que leia e que goste!
      Beijos

      Excluir
  4. Adorei a temática!
    Gosto muito de livros assim.
    Quero dar uma conferida depois.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro!
      Que bom :D Espero que leia e que goste!
      Beijos

      Excluir
  5. Oi, Nath!

    Parabéns por essa ótima resenha e pela sua sinceridade em falar da obra! Fantasia já foi um dos meus gêneros favoritos, se eu me deparasse com essa premissa quatro atrás, eu iria ficar louca para ler. Mas, atualmente, livros desse gênero não me atraem tanto assim. E, como você disse, o livro é longo e intenso, e ainda terá uma continuação, por isso não tenho interesse no livro agora.

    Beijo!
    http://apenasumaleitura.blogspot.com.br/ | http://gotitmaju.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mari!
      Obrigada *-* Uma pena não ser mais o seu gênero :/ O livro vale muito a pena!
      Beijos

      Excluir
  6. oi, Nat! conheci seu blog agora e já segui, pra poder ficar sempre por aqui!

    eu tenho esse livro aqui em casa, só me esperando! ainda não o li pois estou esperando o momento certo pra poder lê-lo e tirar máximo proveito dessa história que parece ser fenomenal!

    ótima resenha! :)

    abraços! <3
    Alex, do blog Um Bookaholic.
    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alex!
      Ahh que ótimo *-* Agradeço o carinho! Sim, reserve um bom tempo para aprenciar a leitura, pois vale a pena! Obrigada <3
      Beijos

      Excluir