Título: Six of Crows
Duologia: The Dregs
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Gutenberg
Páginas: 376
Ano: 2016
Gênero: Fantasia/Aventura
Adicione: Skoob


Sinopse:
A oeste de Ravka, onde Grishas são escravizados e envolvidos em jogos de contrabandistas e mercadores fica Ketterdam, capital de Kerch, um lugar agitado onde tudo pode ser conseguido pelo preço certo. Nas ruas e nos becos que fervilham de traições, mercadorias ilegais e assuntos escusos entre gangues, ninguém é melhor negociador que Kaz Brekker, a trapaça em pessoa e o dono do Clube do Corvo.
Por isso, Kaz é contratado para liderar um assalto improvável e evitar que uma terrível droga caia em mãos erradas, o que poderia instaurar um caos devastador. Apenas dois desfechos são possíveis para esse roubo: uma morte dolorosa ou uma fortuna muito maior que todos os seus sonhos de riqueza.
Apostando a própria vida, o dono do Clube do Corvo monta a sua equipe de elite para a missão: a espiã conhecida como Espectro; um fugitivo perito em explosivos e com um misterioso passado de privilégios; um atirador viciado em jogos de azar; uma grisha sangradora que está muito longe de casa; e um prisioneiro que quer se vingar do amor de sua vida.
O destino do mundo está nas mãos de seis foras da lei – isso se eles sobreviverem uns aos outros.
A Duologia

Six of Crows é o primeiro livro de uma duologia nomeada The Dregs, escrita pela autora Leigh Bardugo e que é um Spin-Off da Trilogia Grisha. A série já possui a continuação chamada Crooked Kingdom lançada nos EUA e sem previsão para ser publicada no Brasil.

Se vocês ainda não conhecem a Trilogia Grisha (Sombra e Ossos, Sol e Tormenta e Ruína e Ascensão) eu super recomendo a leitura. Bardugo criou um mundo totalmente novo e original que vale muito a pena conhecer. Não há nada como esta estória <3
Antes de tudo, saibam que não há necessidade de ler a Trilogia Grisha para entender Six of Crows e vocês podem procurar na internet para se situarem melhor na estória, mas se desejam ter um conhecimento mais profundo dos Grishas e do mundo antes desta nova estória, leiam a trilogia.
Leigh Bardugo é uma excelente escritora e que me conquistou com seus primeiros livros publicados da Trilogia Grisha. Assim, me tornei uma fã completamente viciada por qualquer coisa que Leigh escrevesse, seja até sua lista de compras.
Muitos de vocês sabem o quanto eu ansiava e desejava este livro. Há três postagens relacionadas à Six of Crows aqui no blog (AQUI, AQUI e AQUI), sem falar de um trecho que traduzi, e mais uma especial sobre o Mundo Grisha. Ou seja, dá para notar o quanto sou fascinada por este mundo e pela escrita de Bardugo.

Desde a primeira vez que vi a capa e sinopse, senti que Six of Crows era MEU. Com certeza iria comprar só pelo fato de Leigh Bardugo tê-lo escrito, mas ao ler a sinopse, a estória me ganhou por completo *-* Eu precisava urgentemente ter este livro em minhas mãos, mas não havia previsão de lançamento no Brasil e a edição americana era fantástica! Assim, pedi de presente de aniversário a edição hardcoverde Six of Crows. Ou seja, meu desejo era ter a edição americana e a brasileira. Conclusão, o livro é mais maravilhoso do que eu imaginava! Fiquei encantada e mal esperava o momento de lê-lo.
Porém, por causa dos estudos, não pude lê-lo imediatamente e somente agora, após comprar a edição brasileira, que consegui me deliciar com a leitura deste precioso livro. E adivinhem? Estou com uma terrível ressaca literária que provavelmente irá durar um mês inteiro! Minha mente ainda se encontra mergulhada na estória e cada pedacinho de mim sente falta dos personagens e da trama. Preparem-se, pois talvez se torne uma resenha longa pelo fato que há tanto que desejo dizer sobre Six of Crows e que ao mesmo tempo me faltam palavras.
Há oeste de Ravka, país oficial dos Grishas, se encontra Kerch, cuja capital é Ketterdam, uma pequena ilha de tremendo poder econômico, centro do comercio internacional e um país rico em arte e cultura. Mas também é o lar de um dos mais perigosos submundos do crime. O Barril, um bairro sombrio carregado com a atmosfera nebulosa e pesada que paira sobre Kerch, lar de bordeis e casas de apostas, um lugar perigoso, mas também que atrai turistas com seus bolsos recheados de dinheiro e que na primeira oportunidade serão tomados na casa de aposta mais esperta. No Barril há as gangues que negociam entre si e também estão dispostas a realizarem trabalhos sujos pelo preço certo.

Kaz Brekker, também conhecido como Mãos Sujas, é o braço direito de Per Haskell, dono do Clube do Corvo, a melhor casa de apostas de todo o Barril. Mas praticamente é ele que manda em tudo ali. Kaz é um garoto de 17 anos que construiu uma reputação impecável, que coloca medo em todos e afasta os malfeitores. Se bem que ele também é um malfeitor e ladrão, dos melhores, pode apostar! Kaz é extremamente esperto e sabe todos, TODOS os segredos dos cidadãos de Kerch, fato que os faz praticamente invencível e muito poderoso, segredos são armas nas mãos de Kaz. Os Dregs, sua gangue, confia cegamente nele e faz tudo que o Mãos Sujas desejar.
A escravidão é proibida em Kerch, porém, há muitas pessoas, até Grishas, presas por contrato de servidão, os quais são praticamente impossíveis de quitar. Assim é a vida em Ketterdam, navios trazendo turistas tolos, casas de apostas que trapaceiam, bordeis e prostituição para diversão, teatro e muita neblina e fuligem no ar. Ou seja, é um lugar sombrio e com clima pesado.

Logo no início do livro podemos notar que fatos estranhos estão acontecendo em Kerch, mas tudo escondido debaixo dos panos. Uma droga chamada Jurda Parem estava sendo testada e aplicada em Grishas para que seus poderes sejam aumentados. Contudo, os efeitos da droga são incontroláveis. Alguns Grishas se tornam dependentes da Jurda Parem e não conseguem se afastar dos seus donos, pois estes possuem mais droga para saciá-lo, outros se voltam contra seus donos, pois seu poder é grandioso e está além da compreensão, mas estes Grishas acabam morrendo já que seus corpos não suportam sobreviver sem a droga.
Os donos de grandes empresas e membros do Conselho Mercante decidem assim, se apossarem da Jurda Parem e de seu criador, o cientista Bo Yul-Bayur para mantê-los em segurança, pois se a Jurda Parem cair nas mãos erradas uma guerra terá início e o mundo será devastado.

Pensando nisso, o comerciante Van Eck, membro do Conselho Mercante, faz uma proposta à Kaz, ao qual Mãos Sujas deve reunir um grupo e partir em uma viagem até a Corte de Gelo, a maior prisão do mundo e que pertence a Fjerda, para resgatar Bo Yul-Bayur que foi sequestrado e é mantido nesta prisão impenetrável.
É a partir disto que a introdução acaba e a estória realmente começa. Kaz recruta a sua gangue e cinco nomes são escolhidos: Inej, sua espiã e braço direito conhecida também como Espectro; Jesper, um atirador viciado em jogos de azar; Nina, uma Grisha Sangradora; Matthias, um caçador de bruxas que foi preso injustamente e quer vingança; e Wylan, um fugitivo especialista em explosivos. Cada um deles com talentos específicos para realizar a missão impossível. Deste modo, eles partem para a maior aventura e roubo de suas vidas! Será que eles conseguirão? Quais consequências esta viagem trará?

Six of Crows superou todas as minhas expectativas *-* Eu sou completamente apaixonada por estórias de gangues, “vilões” e roubos, e esta foi surpreendente. A estória é fantástica e viciante! Não consegui parar de ler e quando isto era necessário, minha mente só pensava no livro! Sério, ainda estou dependente físico e químico desta estória incrível <3 Necessito de Six of Crows para respirar hahaha O final me derrubou no chão e acho que ainda estou lá sangrando e sofrendo. Eu vibrava e ficava agoniada de um jeito que fazia tempo que não acontecia.
Em Six of Crows o que começou como um trabalho se torna algo muito maior, mais complexo e perigoso. Acredito que este peso será mais explorado no segundo livro. A estória é rica e de fácil entendimento e de certo modo, mais adulta, pois possui temas fortes e até palavrões o que torna tudo mais rico e real.
A estória mostra alguns resultados e consequências do final da trilogia Grisha e isso foi fantástico. Alguns personagens foram citados e meu peito se inflou de orgulho.


Os personagens são incríveis e muito bem construídos. Eles são tão maduros e crescidos que não parecem ser jovens de 17 a 18 anos. O sofrimento os fez se tornarem o que são. Todos eles possuem uma estória pesada e forte que nos faz sentir na pele. Cada um deles possui uma personalidade diferente e complexa o que faz a trama ter mais cor. Os defeitos, qualidades, habilidades e pecados de cada um mostra que ninguém é santo, todos nós passamos por dificuldades e isto fez com que os personagens se tornassem muito reais e é difícil não se apegar ou não se identificar.
Kaz é um personagem fantástico! Ele me ganhou antes mesmo de eu ler o capítulo que seria narrado por ele pela primeira vez. Ele é muito esperto, possui sempre uma carta na manga e tem resposta para tudo. Sério, pessoal, Mãos Sujas não é chamado assim por motivos bobos. A estória de como Kaz se tornou o que é atualmente é uma lição de vida, o garoto passou por muita coisa em pouco tempo, ainda criança ele teve que aprender a se virar sozinho. Sua inteligência e astucia me encanta e até me dá inveja.

Inej é maravilhosa! Ela também possui uma estória sofrida e apesar de só ter 17 anos, é madura, inteligente e audaciosa. Ela foi tirada da sua casa, de seu país, e vendida em Kerch para uma casa de prostitutas. Até que Kaz pagou sua dívida e a comprou para trabalhar em sua gangue. Inej é muito forte e habilidosa. A garota se move tão silenciosamente que ganhou o apelido de Expectro, ela pode entrar em casas e coletar informações sem ninguém perceber. Fodona mesmo haha
Jesper é um garoto com pais fazendeiros e chegou em Kerch com mentiras. Acabou caindo nas garras dos vícios em jogos de azar e é seu refém até os dias de hoje. Suas pistolas são suas amantes e seu alvo é muito preciso, ele raramente erra. É divertidíssimo e ele trouxe uma atmosfera mais leve à trama.

Nina é meu amorzão <3 A garota cheia de curvas é uma Sangradora Grisha que ama comer, fala muitas línguas, tem lábia e é muito esperta. Mas que por um erro bobo foi raptada por caçadores de Grishas e com bastante sorte conseguiu escapar. Outro erro, desta vez por proteção, a fez permanecer em Kerch ao invés de voltar para Ravka, ela precisava livrar seu amigo da prisão e tudo por sua culpa. Faz parte dos Dregs assim como Kaz, Jesper e Inej. Ela é muito madura e divertida. Também trouxe uma atmosfera melhor para a trama.
Matthias, ah Matthias… *-* Sou apaixonada por ele desde o trecho que traduzi do livro que era do primeiro capítulo que ele narra. Ele é um soldado, um drüskelle e possui suas crenças. Foi preso injustamente e deseja sua vingança. Ele é forte, audacioso e muito esperto. Um soldado loiro, dono de olhos azuis e bonitão! Será crucial para a missão.
Wylan não narra nenhum capítulo e isso possui uma razão. Ele desenha muito bem, sabe falar outras línguas e é perito em explosivos. Foi provando seu valor no decorrer da estória e agora realmente já pode fazer parte oficial dos Dregs. Não posso dizer mais que isso, pois seria spoiler.

Foi maravilhoso ver o crescimento e amadurecimento de cada personagem, a união que eles fortaleceram e a amizade que foi ficando cada vez mais unida. A desconfiança deu lugar à lealdade.
É contado também o passado de cada um e o que tornou o que eles são hoje. Leigh nos contou isto com maestria de forma que não fica cansativo e tudo de encaixa. A escrita é “transparente”, ou seja, de fácil entendimento, mas também é forte e marcante com sua complexidade.
A maneira como Leigh escreve é brilhante e as sacadas que ela faz são fantásticas! O leitor não precisa de detalhes minuciosos para entender o que está acontecendo e as comparações feitas são de encher os olhos. Sua escrita evoluiu muito deste a Trilogia Grisha.
A autora misturou brancos, com pardos, negros, gays e isso foi muito legal! Todos ali são muito diferentes entre si. Como um grupo desse tipo poderia se dar tão bem? Há romances construídos, mas nada como na trilogia Grisha e bem mais bem descomplicado tornando tudo real.

O livro é narrado em terceira pessoa por cinco personagens: Kaz, Inej, Jesper, Nina e Matthias. Escolher esta forma de escrever foi crucial para o entendimento e não fica nada cansativo. Uma narração completa a outra e todas as peças se encaixam.
Tudo neste mundo criado por Bardugo já me encantava e com essa nova estória não foi diferente, me fez amar ainda mais “fazer parte” disso tudo <3
Em suma, Six of Crows é um livro incrível! Ele nos surpreende e nos prende de uma forma sem igual. Os personagens são maravilhosos, a escrita é bem feita, o mundo criado é único, as confusões, os imprevistos e os improvisos são fantásticos e dá um ar mais divertido a estória. Ri diversas vezes, fiquei tensa e adorava as confusões entre os membros do grupo. Com certeza, até agora, foi a melhor leitura que fiz no ano e se tornou um dos meus livros favoritos. Já quero reler! Leigh acertou mais uma vez e eu continuo a amando *-* Não vejo a hora de ler Crooked Kingdom. Recomendadíssimo essa duologia! Vocês não irão se arrepender.
Lembrem-se: “Sem luto”, “Sem funerais” ;D



38 Comentários

  1. Nath, essa sua paixão pela escrita da autora é contagiante. Comprei o primeiro livro da Trilogia Grisha por causa das suas resenhas. Preciso muito conhecer esse mundo fantástico, que parece ficar melhor a cada dia. Já quero o Six of Crows também, mas vou esperar ler os outros primeiro, mesmo que não precise ler um para poder ler o outro.

    Beijos

    Lili - Blog Meninas na Literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lili!
      Ahhhhhh que ótimo :D Fico feliz ao saber disso! Espero que leia logo e que goste! São livros maravilhosos <3
      Beijos

      Excluir
  2. Oi, eu sou louca para ler essa Trilogia Grisha.
    Ela está em minha lista de leitura!
    Ameei sua resenha.
    bjs, vic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Victorya!
      É uma trilogia maravilhosa <3 Espero que goste! Obrigada *-*
      Beijos

      Excluir
  3. Olá Nathália, nossa sua resenha ficou completíssima, não conheço o livro.. Ando meio parada nas minhas leituras rs.
    A capa desse livro é linda né? Gostei ^^

    Beijos
    Fran
    Achei e Rabisquei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fran!
      Muito obrigada *-* Fico feliz que tenha gostado! Linda mesmo *-*
      Beijos

      Excluir
  4. Gostaria de agradecer pela resenha, principalmente porque estava super curiosa em relação a esse livro. Dizem que é um dos melhores trabalhos da Leigh eu estou mais curiosa ainda <3 haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sthefani!
      Ahhh imagina *-* Fico feliz que tenha gostado e ajudado. Espero que leia *-* É mesmo um livro fantástico!
      Beijos

      Excluir
  5. Achei bem interessante, apesar de não ser o meu estilo específico hehe
    Parabéns pela resenha muito boa e completa.
    Parabéns pelo blog também, sucesso sempre! Beijos :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Francisco!
      Ahh que bom que gostou :) Uma pena não ser do seu estilo haha Obrigada *-*
      Beijos

      Excluir
  6. Estou querendo ler algo da Leigh Bardugo já faz um tempo haha.
    Não sei se esse tipo de livro me agradaria, mas vale a pena pesquisar mais.
    Adorei as fotos ♥♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      A Leigh é uma ótima autora ;-) Espero que dê uma chance a ela! Obrigada <3
      Beijos

      Excluir
  7. Eu ainda não conhecia os livros, mas eles despertaram um interesse de minha parte para ler.
    suas fotos ficaram incríveis, parabéns pelo olhar fotográfico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alana!
      Ah fico feliz que tenha gostado :D Espero que leia! Muito obrigada <3
      Beijos

      Excluir
  8. Oi amor, adorei a resenha!! Super fiquei com vontade de ler o livro, rolou um interesse grande hehehe Parabénss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bruna!
      Obrigada *-* Fico feliz que tenha gostado e espero que leia <3
      Beijos

      Excluir
  9. Sua resenha é bem completa você descreve com uma paixão que eu fiquei aqui também com vontade de ser louca por livros,mais confesso que não tenho muito o habito mais estou tentando mudar isso em mim. Seu blog é bem diferente eu gostei sucesso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lia!
      Ahhh muito obrigada <3 Fico feliz que tenha gostado :D Espero que mude o hábito e que leia!
      Beijos

      Excluir
  10. Que demais esse livro, ainda não conhecia. Gostei muito dele, fiquei com vontade de ler. Gostei dos personagens me parecem ser muito bem construídos e interessantes. Já esta na minha listinha! Beijoos

    www.mundodefany.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Fany!
      Ahh que ótimo :D Espero que leia logo <3 É mesmo excelente *-*
      Beijos

      Excluir
  11. Parece ser ótimo o livro, vou colocar na minha listinha de leituras kkkkk
    Parabéns pelo blog, Amei.
    Beijooos *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Raissa!
      É sim :D Que ótimo, espero que goste *-* Obrigada, flor <3
      Beijos

      Excluir
  12. não tinha ouvido fala sobre esse livro, achei pelo q vc escreveu na resenha bem interesante
    adoreiii beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Denise!
      Que bom que gostou *-* Espero que leia!
      Beijos

      Excluir
  13. eu to chocada com a dedicação desse post. Você tem o dom realmente de blogar e escrever. Super completa e com muito conteúdo bacaana. Não curto mt esse tipo de livro mas quem gosta vai amar mais ainda! Parabens ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Kalyne!
      Ahhhhhhh muito obrigada *-* Fico feliz em ser reconhecida! Obrigada <3
      Beijos

      Excluir
  14. Acho que foi a resenha mais completa sobre livros que eu vi.
    Parabéns pela dedicação e empenho na resenha. Gostei muito e me despertou interesse.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jéss!
      Sério? Muito obrigada *-* Fico feliz em ser reconhecida e que tenha gostado!
      Beijos

      Excluir
  15. Eu adoro esse estilo de livro, esses dias estava procurando alguma trilogia ou coleção para ler e aí leio esse post! Obvil que já anotei os nomes para comprar ainda hoje!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Érica!
      É um ótimo gênero mesmo e a estória é incrível *-* Sério? Que ótimo :D Fico feliz! Espero que leia e que goste!
      Beijos

      Excluir
  16. Nunca li nenhum livro nesse estilo, mas sua resenha ficou bem completa e tive curiosidade de ler. Estou precisando atualizar minha listinha de leituras hahah. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Stéfani!
      Obrigada *-* Fico feliz que tenha gostado e espero que leia :D
      Beijos

      Excluir
  17. Oi, Nath.
    Eu sofro demais com estes posts, principalmente porque eu ainda não li a Trilogia Grisha (um sonho antigo, ler).
    Esse livro, quando saiu a capa em inglês, eu já tive vontade de ler e é capaz que eu leia primeiro Six of Crows em virtude de ser apenas um, por enquanto.
    Sua resenha, como sempre, maravilhosa. Tenho certeza de que vou adorar os personagens desse livro.

    Abraços,

    PEDRO OLIVEIRA
    UM MENINO LEITOR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Pedro!
      Awn haha Eu também quis ler assim que lançou o americano haha É lindo demais! Muito obrigada <3 O livro é fantástico!
      Beijos

      Excluir
  18. Nath, que resenha, QUE RESENHA!
    Lembra que falamos sobre esse livro há umas semanas e eu falei que tinha interesse em ler? Sabe, agora essa se tornou uma leitura obrigatória! Na verdade, pretendo ler primeiro a trilogia Gisha! Fico fascinada com o seu fascínio pela a autora, sério! Preciso ler!
    Abraço!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Mari!
      Ahhhhhhh muito obrigada *--* Sério, leia mesmo, amiga! Vale muito a pena! Fico feliz que tenha curtido tanto! Awn obrigada <3
      Beijos

      Excluir
  19. Nath, você foi a pessoa que mais me fez querer ler a trilogia Grisha. Seu amor por esses livros é contagiante. Eu ainda não comprei, mas também já estou de olho em Six of Crows.
    E menina, QUE RESENHA FOI ESSA. #lacradora
    Bj bj
    Um Leitor No Oceano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lê!
      Ahhhh fico muito feliz ao saber disso :D Muito obrigada <3 Espero que goste!
      Beijos

      Excluir